Mary Lyrio


marydauto@yahoo.com.br
marydtlyrio@gmail.com

VINTAGE MAKEUP. HISTÓRIA DA MAQUIAGEM: DO VELHO EGITO AO FINAL DO SÉCULO 20

22/10/2015 14:11

                                                                                                          

Como um dos meus objetivos é me tornar uma artista da maquiagem, saber como esta arte evoluiu durante o último século da sociedade ocidental é muito interessante e importante.

Eu não poderia falar da maquiagem durante o século XX sem antes fazer um breve relato da história da arte de pinta a face com cosméticos/

 

EGÍPCIOS 4000 A.C

Eles foram os primeiros a utilizar amplamente os cosméticos na vida social. Eles usaram ingredientes naturais, como ungüento, que era uma substância amplamente usada por homens e mulheres para manter sua pele hidratada e macia e para evitar rugas devido ao clima seco. As mulheres egípcias aplicavam malaquita (pasta verde brilhante de minerais de cobre) nas pálpebras dos  olhos para colorir. Usavam Kohl (antigo cosmético de olho) para delinear os olhos. Para colorir as bochechas usavam uma preparação feita de iodo e bromo. E, para obter a coloração vermelha dos lábios, elas usavam ocre vermelho. Contudo, essas substâncias continham ingredientes que podiam levar à morte.

  

       UNGUENTO                                                   MALAQUITA 

 

   

ANTIGO RECIPIENTE KOHL EGITO A.C.           OCRE VERMELHO   

 

 

ROMANOS 1 D.C.

As romanas usavam giz branco a base de chumbo para clarear a pele. Para colorir as bochechas elas usavam giz vermelho e Alkanet Tinctoria (planta de corante vermelho) Tyrian vermelho (corante roxo, produzido por uma espécie de caracóis do mar). E ocre vermelho nos lábios. Também usavam Kohl para delinear os olhos.

          GIZ                                       ALKANET                                                  TYRIAN 

 

 

IDADE MÉDIA – SÉCULO V AO SÉCULO XV

Nesta época houve dois períodos para a arte de pintar a face.

DO SÉCULO V AO X

Neste período, o uso de cosméticos para pintar o rosto era desaprovado pelos líderes da Igreja, sendo considerada uma prática demoníaca. A imagem da mulher ideal era uma imagem quase canônica, onde a pele era totalmente limpa e natural.

 

DO SÉCULO XI AO IINÍCIO SÉCULO XV

Neste período, já ocorre uma grande mudança. Começaram a chegar vários produtos vindos do oriente. A pele muito branca com as bochechas rosadas era um símbolo de riqueza. Se a pele fosse bronzeada significava que a pessoa era pobre e trabalhava nos campos exposta ao Sol.

Nesta época, surge uma nova substância constituída de chumbo e hidróxido de carbono, que ficou conhecida como Venetian Ceruse, que era um tipo de pó utilizado para deixar a pele branca. O giz continuava sendo utilizado. Além disso, elas apertavam bem as bochechas até sangrá-las, deixando o local avermelhado e o resto do rosto pálido. Nesta época, o giz vermelho que era utilizado para colorir as bochechas era aplicado formando quase um triângulo. O ocre vermelho continuava sendo aplicado nos lábios.

             CERUSE

 

REINADO RAINHA ELIZABETH I –1533 A 1603

Nesta época, todas as mulheres queriam seguir o padrão de beleza da Rainha Elizabeth que era a pele exageradamente branca e as bochechas rosadas. Além da questão social, quanto mais branca fosse a pele mais rica a pessoa pareceria, o fato que levou a rainha exagerar no ceruse, e outras mulheres da nobreza a copiarem, foi que nesta época surgiram várias doenças, entre elas a varíola. A rainha, ainda jovem, contraiu esta doença e sua pele ficou com cicatrizes profundas. Então, no intuito de esconder essas cicatrizes ela exagerava no pó de ceruse, aplicado em várias camadas no rosto, pescoço e colo. Contudo o ceruse era tóxico e o uso exagerado e prolongado causava novas lesões na pele e levava as mulheres a usa-lo cada vez em quantidades maiores para esconder os problemas na pele.

Por volta do ano de 1635, o ceruse foi classificado como veneno e passou a não ser mais utilizado.

A clara de ovo crua era usada como um impermeabilizante para a pele e também ajudava a esconder as rugas. Era um tipo de primer da antiguidade.

As substância novas desta época foram a cochonilha (corante de cor carmim) que era usada nas bochechas e nos lábios, e a Atropa belladonna, que é uma planta e o sumo do seu fruto era usado nos olhos para deixa-los brilhantes e dilatar a pupila, que era outra característica desta época.

       cochonilha

 

 

SÉCULO XVIII

No século XVIII,  a moda era determinada pele corte de Versalles. E a pintura facial foi fortemente usada na França não só pelas mulheres, mas também pelos homens. Uma das mulheres que determinava os padrões da época foi Maria Antonieta. Assim como as mulheres do período anterior, a pele branca e as bochechas avermelhadas era uma característica. como pode ser visto nas imagens acima,  A primeira é uma pintura de Maria Antonieta exposta no Palácio de Versalles, que eu pude observar de perto quando eu o visitei. E a segunda é de uma mulher da época. Nesta época não encontrei relato de nenhuma nova substância.  

 

ERA VITORIANA – 1837 A 1901

A era vitoriana durou de 1837 até a morte da monarca, rainha Victoria em 1901. A era vitoriana coincidiu com a Belle Epoque e Era Dourada da América. Pintura forte no rosto era vista como promíscua e audaciosa. Por esta razão, maquiagem só era usada ​​por atrizes e prostitutas. Era considerada bonita a maquiagem bem sutil..   

                      

Garota de Gilbson                                                      Camille Clifford

A imagem feminina mais difundida no final da era vitoriana era a Garota de Gibson que foi a personificação de um ideal feminino retratada pelo ilustrador Charles Dana Gibson durante um período que vai do final do século XIX até o início do século XX.

Camille Clifford foi considerada a menina de Gibson por excelência. Ela foi uma atriz de teatro e em 1900 ganhou um concurso de revista que foi patrocinado pelo ilustrador.

A pele branca ainda estava extremamente em voga. O suco de limão e suco de vinagre eram aplicados na pele ou consumidos para clareá-la.

Nesta época, já existiam várias perfumarias, como Houbigant (1775), Rimmel (1834), Bourjois (1863), Richard Hudnut (1888) que eram lojas que vendiam vários tipos de cosméticos. E o cosmético mais usado na época foram os cremes de tratamento. Entretanto as mulheres não queriam admitir que precisavam tratar a pele, era importante vender a imagem que a pele era saudável e bonita naturalmente.

    

                                                                    RECRIANDO                                 

                                                                    AS DÉCADAS   

                                                                    DE 10, 20 E 30

 

ERA EDUARDINA – 1901 A 1910

No início da época Eduardina, a  pintura facial ainda só era ostentada pelas atrizes de palco. Uma mulher ainda não podia ser vista a não ser com o seu rosto natural.

As únicas exceções eram o rouge e o pó de arroz. O rouge era aplicado nas bochechas, testa e apenas uma mancha sobre os lábios. O primeiro rouge foi inventado em 1863.

A imagem da garota de Gilbson ainda era referência.

Mas tudo isso foi mudando em curto tempo. Londres lançou seus "balcões de cosméticos” em 1909. Nestes balcões, as mulheres podiam experimentar os cosméticos antes de ter que comprá-los.

Mesmo já existindo várias perfumarias, foi no século XX que começaram a se popularizar com o surgimento da Helena Rubinstein (1903), Papier Poudre (1903), a Coty (1904), Pat Princess (1907), Harriet Hubbard (1907), Max Factor ( 1909) e L'Oréal (1909).

 

DÉCADA DE 10

As primeiras inovações reais no desenvolvimento de cosméticos de beleza para as mulheres modernas surgiram na década de 1910, durante e após a Primeira Guerra Mundial.

A primeira mascara comercial de cílios foi criada em 1913 por Tom Lyle Williams que fez uma homenagem a sua irmã Maybel, dando o nome de Maybelline.

Até o início do século ainda não existia o temo makeup, o qual foi criado por mMax Factor quando lançou a sua primeira linha de cosméticos para pintar o rosto com o nome makeup.

Em 1914, Max Factor introduziu o pancake maquiagem juntamente com as primeiras sombras comerciais de olho à base de extratos de henna.

[

O batom foi inventado em 1915 por Maurice Levy.

Em 1917, Maybelline melhorou a formula da máscara de cílios, passando a ser uma massa compacta que era aplicada com um pincel úmido.

Max Factor, Helena Rubinstein, Elizabeth Arden e Coty começaram a produzir os seus próprios batons incorporando suas próprias receitas e cores secretas. Mas foi em 1920 que o real sucesso comercial desses cosméticos começou a decolar em todo o mundo.

Os lábios eram escuros e desenhados, sobrancelhas foram desenhadas e blush era aplicado em quase todo o rosto.Olhos eram escurecidos com sombra preta ou marrom cobrindo as pálpebras. As cores de sombras de olhos que eram populares na época incluíam cinza, verde, marrom e preto.

Max Factor, que abriu seu salão em Los Angeles em 1909, já estava fazendo seu nome com seu trabalho no estúdio de Hollywood. Ele ajudou a criar vários looks de maquiagem do cinema e entre eles o da atriz Theda Bara, na primeira versão de Cleópatra em 1917. Outro ícone de hollywood nesta época foi  Lillian Gish. Os olhos estavam fortemente marcados, as pálpebras bem pintadas e com o delineado puxando para fora. Este estilo de maquiagem nos olhos ficou conhecido como olhar Vamp Hollywood

        SALÃO MAX FACTOR

  Theda Bara                                    Lillian Gishz     

O impacto desses filmes sobre as mulheres foi considerável. Nesta época, sai de cena a Garota Gilbson  e começa a surgir as primeiras Garotas Flappers, ou Melindrosas como eram conhecidas no Brasil. Era uma geração de mulheres do pós guerra que abandonaram o espartilho, começaram a usar saias 4 dedos acima do tornozelo e a cortar os cabelos. O Ballet Russes, fenômeno em Londres em 1912, influenciou também a maquiagem da época.

Nesta década, o estilo de maquiagem teve duas fases, a fase durante a guerra e a fase pós guerra

 

CARACTERISTICAS DA MAQUIAGEM DURANTE A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Base - era usada dois tons mais claro que a pele.

Pó de arroz - era utilizado para dar o acabamento pérola.

Rouge - como era conhecido o blush na época, era de cor rosa e aplicado em grande quantidade de forma triangular nas bochechas.

           – o rouge era aplicado contornando os lábios para dar uma aparência saudável. As cores mais usadas eram o vermelho e o cereja

Sombra – as pálpebras eram pintadas de marrom ou verde, e os olhos levemente delineados.

Máscara de cílios– a primeira versão da mascara da Maybelline não era muito bem aceita. Os cílios eram bem penteados.

As sobrancelhas eram cheias e seguiam a sua linha natural.

 

CARACTERISTICAS DA MAQUIAGEM APÓS A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Neste período as mulheres começaram a copiar o estilo de maquiagem das estrelas de Hollywood.

Base – ainda era usada dois tons mais claro que a pele.

Pó de arroz – ainda era utilizado para dar o acabamento.

Rouge - continua sendo rosa, só que agora ele descia um pouco mais no rosto.

Batom - já tinha sido inventado e era aplicado no centro da boca, formando o “arco do cupido”. Entretanto essa característica vai ser mais acentuada na década de 20. As cores mais usadas continuavam sendo o vermelho e o cereja.

Sombra – a cor era preta ou marrom escuro e os olhos eram bem marcados e levemente puxados no canto externo, já iniciando um pouco o estilo vamp de hollywood que vai ter seu ápice na década de 20.

Mascara de Cílios - era a grande novidade e nenhuma mulher poderia resistir em melhorar seus cílios. As sobrancelhas continuam bem marcadas.

 

 

DÉCADA DE 20

As inovações cosméticas da década de 1910, batom, sombra, mascara de cílios, pancake e etc, de marcas como Maybelline, Max Factor e Helena Rubinstein, passaram a ser amplamente usados em toda a América e Europa.

Maquiagem desempenhou um papel enorme em ajudar as mulheres a se recuperarem dos horrores da guerra, e afirmar o seu novo senso de poder feminino. Além disso, após a Primeira Guerra Mundial, houve um desequilíbrio na proporção de homens para a de mulheres e com isso, elas passaram a competir entre si pela atenção dos homens, tornando a maquiagem ainda mais desejável.

Foi uma época de grande pico de venda de maquiagem, as mulheres compravam as novidade que as grandes empresas lançavam desenfreadamente..

 

CARACTERÍSTICAS DA COMPOSIÇÃO DO INÍCIO DA DÉCADA 20

   

  Theda Bara                                                      Clara Bow

BASE - a cor mais usada era branco marfim.

- era branco.

BATOM -  ainda era aplicada evitando os cantos, sendo mais cheio no centro, formando o "arco de cupido". As cores eram muito escuro como vermelho púrpura ou púrpura.

ROUGE - era bem concetrado e em forma de cérculos nas maçãs.

SOMBRAS - é o estilo vamp hollywood, bem marcadas, olhos dramáticos, com sombra preta e levemente puxada no canto interno. Os olhos eram bem delineadas.

MÁSCARA DE CÍLIOS - os cílios superiores eram bem marcados.

As sobrancelha ainda eram bem marcadas.

 

As estrelas Hollywood que eram referência neste tempo foram Theda Bara, Clara Bow e Mary Pickford. 

 

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM NA SEGUNDA METADE DA DÉCADA:

BASE E PÓ - Também foram aplicadas da mesma forma.

BATOM - a forma em  "arco de Cupido" já não era tão usado. Agora começou a aplicar o batom nos cantos, mas ainda não arredondava, uma característica que será bem marcado na próxima década. As cores mais utilizadas foram vermelho e rosa.

ROUGE - ainda era aplicado em forma de círculo, mas em quantidades menores.

SOMBRAS - O estilo vamp já não era tão usado, seus olhos estavam menos acentuada ea cor mais usado era marrom

MÁSCARA DE CÍLIOS - bem marcado, mas apenas nos cílios superiores

 

As mulheres começaram a tirar alguns pêlos das sobrancelhas para deixá-las mais finas

 

 

BATOM - a forma em  "arco de Cupido" já não era tão usado. Agora começou a aplicar o batom nos cantos, mas ainda não arredondava, uma característica que será bem marcado na próxima década. As cores mais utilizadas foram vermelho e rosa.
ROUGE - ainda era aplicado em forma de círculo, mas em quantidades menores.
SOMBRAS - O estilo vamp já não era tão usado, seus olhos estavam menos acentuada ea cor mais usado era marrom
MÁSCARA DE CÍLIOS - bem marcado, mas apenas nos cílios superiores
                                   - As mulheres começaram a tirar alguns pêlos das sobrancelhas para deixá-las mais finasBATOM - a forma em  "arco de Cupido" já não era tão usado. Agora começou a aplicar o batom nos cantos, mas ainda não arredondava, uma característica que será bem marcado na próxima década. As cores mais utilizadas foram vermelho e rosa.

DÉCADA DE 30

Essa década sofreu uma grande crise econômica devido a Grande Depressão que ocorreu em 1929 com a queda da bolsa de Nova York.

Como resultado da emancipação gradual das mulheres, que começou em 1920, elas tornaram-se mais conscientes da sua independência de ação e mais ousadas ​​na forma de expressar sua feminilidade, saindo de cena por completo a garota Flapper do final da década de 10 e metade da década de 20 e entrando em cena a mulher mais madura. Os filmes de Hollywood tornaram-se muito importantes, pois devido a crise, para muitas pessoas, o único entretenimento disponível eram os filmes. As mulheres copiavam os modelos de vestidos, penteados e maquiagem das populares atrizes cinematográficas.

As grandes atrizes que ditaram a moda da época foram Greta Garbo, Marlene Dietrich, Caroline Lombard, Ginger Rogers, Jean Harlow, Mae West, Joan Crawford e Bette Davis.. 

            

         Jean Harlow                                                Ginger Rogers                        

 

Caroline Lombard                                              Marlene Dietrich


Bette Davis                                                    Joan Crawford

       Greta Garbo

Grandes nomes dos cosméticos como Max Factor e Elisabeth Arden tornaram-se populares no mundo das mulheres.

Curiosamente, as vendas de cosméticos durante a Grande Depressão aumentou significativamente, e esta é uma tendência que ainda pode ser vista durante tempos econômicos difíceis. Às vezes apelidado de "O Índice Batom," é um fenômeno controverso que tem sido estudado por economistas há anos.

A década de 30 foi a Era Blonde Curls ou loiras de cachos de Hollywood e todas as mulheres queriam copiar. Contudo, nesta época, as tinturas de cabelo ainda não eram muito boas e muitas mulheres estragaram bastante o cabelo. 

 

CARACTERISTICAS DA MAQUIAGEM

O traço da maquiagem é visivelmente mais refinado e elegante do que as linhas exageradas da década anterior.

BASE - passou a ser do mesmo tom da pele ou um tom abaixo com subtom rosado  e com um pouco de brilho.

– o pó de arroz mudou de branco para rosado, surgindo também os pós compactos.

ROUGE – a intensidade deu uma leve diminuída e era aplicado nas maçãs e um pouco abaixo puxando em direção às orelhas.

BATOM – enquanto nos anos 20 evitou-se os cantos externos dos lábios na aplicação do batom, nos anos 30 não só preencheu os cantos, mas também os arredondou, deixando a boca mais carnuda. Este tipo de boca ficou conhecida como Crawford Smear, devido a atriz Joan Crawford. O batom escuro vermelho arroxeado não era mais usado, as cores mais populares era o rosa, o framboesa, o vermelho e o laranja.

SOMBRA – as mulheres começaram a utilizar dois tons de sombra da mesma cor e as cores mais usadas eram o azul, o violeta, o verde e o marrom.

MÁSCARA DE CÍLIOS -  continua sendo muito usada, só que agora também sendo aplicada nos cílios inferiores. Há relatos que nesta época a mascara de cílios era com ma cor marrom e nas pontas a cor preta. Cílios postiços longos e finos tornaram-se populares.

As sobrancelhas era uma espécie de símbolo de maquiagem da década. Elas tinham que ser fina e formando um arco longo. Muitas mulheres arrancavam a sobrancelhas e as redesenhavam com o lápis.

 

No ano de 1938 morre um dos grandes nomes dos cosméticos e criador do termo makeup, o Sr. Maksymilian Faktorowicz  - Max Factor. 

 

 

DÉCADA DE 40

A década de 40 foi marcada pela Segunda Guerra Mundial.

Como a maior parte dos homens foi para a guerra, houve escassez de mão de obra para ocupar os postos de trabalho nas fábricas e estaleiros navais.  Não demorou muito para o governo perceber que as mulheres eram a única maneira de produzir equipamento e material necessário para manter o esforço de guerra. Foi a primeira vez que as mulheres de classe média alta iriam trabalhar fora de suas casas, já que as mulheres pobres sempre trabalharam. Algumas mulheres ficaram encantadas ao entrar na força de trabalho, pois viam este fato como a primeira chance de conseguir sua independência econômica.

 

Mesmo tendo que assumir empregos tradicionalmente masculinos, elas não queriam ter aparência masculina e a maquiagem lhes permitiu representar esse novo poder, mantendo-se femininas.

O direito de ser bela foi muito propagado pelas empresas de cosméticos e usado como ferramenta para promover o patriotismo e encorajar as mulheres a se tornarem mais ativas no esforço de guerra.

Conhecidas estrelas de Hollywood da época como: Ava Gardner, Ingrid Bergman, Gene Tierney, Joan Fontaine, Lana Turner, Rita Hayworth e Carmem Miranda, inspiraram muitas mulheres.

Ava Gardner                                                         Carmem Miranda    

Ingrid Bergman                                               Joan Fontaine   

Lana Turner                                      Rita Hayworth     

Como muitas mulheres estavam trabalhando pela primeira vez em fábricas e estaleiros, as agências governamentais começaram a filmar vídeos de treinamento para os homens aprenderem como trabalhar com as mulheres, e vídeos para as mulheres aprenderem a se manter seguras no trabalho.

Um desses vídeos de treinamento foi feito pela atriz Veronica Lake, como pode ser visto nesta foto, retirada da publicação da Life Magazine de 08 de março de 1943.

Rosie, o rebitador

É um ícone cultural dos Estados Unidos, representando as mulheres americanas que trabalharam nas fábricas e estaleiros navais durante a Segunda Guerra Mundial.

O termo "Rosie o rebitador" foi usado pela primeira vez em 1942, em uma canção do mesmo nome escrito por Redd Evans e John Jacob Loeb. Gravada por vários artistas e que se tornou um hit nacional

“ (...) Todo o dia sol e da chuva

Ela é uma parte da linha de montagem

Ela está fazendo história,

trabalhando para a vitória

Rosie o rebitador

Mantém um vigia afiada para sabotagem

Sentado lá em cima na fuselagem

Aquela pequena frágil pode fazer mais do que um

masculino vai fazer

Rosie o rebitador.

Rosie tem um namorado, Charlie

Charlie, ele é um fuzileiro naval

Rosie está protegendo Charlie

Horas extras trabalhando no

máquina de rebitagem

Quando lhe deram uma produção "E"

Ela estava tão orgulhoso como uma menina poderia ser

Há algo de verdadeiro sobre

Vermelho, branco, e azul sobre

Rosie o rebitador (...)"

Ouça a versão original clicando no link:  www.youtube.com/watch?v=55NCElsbjeQ

 

Pin-up

Outro termo muito utilizado nessa época. As pin-up eram, em sua maioria, modelos e atrizes que pousavam com roupas mais sensuais mostrando de forma sutil a lingerie. Tais fotos apareciam frequentemente em pôster estilo calendário (em inglês, pôster = pin-up). Betty Grable, atriz e dançarina, foi uma das mais populares dentre as primeiras “pin-ups”. Um de seus pôsters tornou-se onipresente nos armários dos soldados norte-americanos durante a Segunda Guerra Mundial.

Betty Grable

 

Em alguns países, principalmente na Europa, os cosméticos começaram a ter sua produção limitada devido ao racionamento de guerra.

Além disso, em virtude da escassez de matéria-prima, os preços dos cosméticos estavam muito elevados. Para algumas  mulheres, restava usar a criatividade e produzir maquiagem caseira. Pasta de sapato era usada como máscara para os cílios e sobrancelhas; suco de beterraba era usado nos lábios e nas bochechas; e pétalas de rosas embebidas no álcool também eram usadas nas bochechas.

No inicio dos anos 40, a produção de cosméticos nos EUA foi congelada por alguns meses. Mas o clamor das mulheres foi tão grande que os cosméticos foram classificados como importantes para a guerra, assim como o tabaco era importante para os homens.

Durante os anos de guerra, as grandes marcas de cosméticos continuaram com a produção, mesmo que reduzida em alguns países. Quando alguns deles tiveram de suspender a produção durante o pior período da Guerra, eles ainda continuaram a anunciar os produtos.

Várias grandes marcas de cosméticos como Estée Lauder (1946), Wella (1946), e Parfums Christian Dior (1947) foram fundadas durante os anos quarenta,

Outro item bastante utilizado pelas mulheres que também ficou em falta foram as meias de nylon, pois o material era necessário para fazer itens como pára-quedas militares e redes. Por isso, as mulheres começaram a pintar em suas pernas o desenho das costuras das meias para dar a ilusão que as estavam usando.

           

Surgiram as liquid silk stockings – meias de seda líquida.

Loja de departamento anunciando meia liquida

 

Em Paris. durante os anos de guerra, as casas de moda como Chanel e outras fecharam suas portas pela escassez de matéria-prima.

Com o início da guerra e um racionamento rigoroso de tecido, os vestidos na década de 40 tornaram-se mais curtos, sendo um pouco abaixo do joelho. Deu-se início ao estilo minimalista militar. Surgiram as ombreiras, que deixavam os ombros quadrados. Mangas eram muitas vezes inchadas, com um pouco de pregas na parte superior, e se estendiam até um pouco abaixo do cotovelo. O decote da década de 40 veio em uma variedade de recortes. Eles poderiam ser quadrados, buraco da fechadura, franzido, ou em forma de V.

Chapéus gradualmente começaram a desaparecer, sendo substituídos por lenços.

A moda nos anos seguintes à Segunda Guerra Mundial se caracteriza pelo ressurgimento da alta costura após a austeridade dos anos de guerra. Ombros quadrados e saias curtas foram substituídas pela feminilidade suave de Christian Dior com o “New Look silhueta", com suas saias mais longas, cinturas bem apertadas e ombros arredondados.

New look Dior

O penteado roll victory foi muito popular na década de 40.  O nome refere-se a um movimento em espiral descendente que o avião abatido fazia.

Penteado roll victory

 

LANÇAMENTOS

1941 – Elizabeth Arden lança batom Montezuma red, batom vermelho da vitória

 Dorothy Gray – lança red lipstick.

- Tangee lança Lipistick Red-Red – batom vermelho-vermelho.

- Du Barry lança linha Emblema red – Batom e rouge vermelho.

- Max Factor lança Lipistick color fort, batom vermelho.

1942 – Max Factor – lança coleção Tru-color lipistick.

1943 – Maybelline lança linha para olhos com o slogan "If you use your lipistick, you must also use maybelline".  –  Composto por máscara sólida nas cores preta, marrom e azul;, máscara em creme nas cores preta e marrom; sombra nas cores azul, verde e violeta e lápis de olho preto e marro.

1945 - Helena Rubinstein’s – lança makeup guide brunette and blondes – guia de maquiagem morenas e loiras.

1946 - Helena Rubinstein lança Heavenly Glow makeup –maquiagem brilho celestial e Pan stick – base em forma de bastão.

- Yardley lança Inglês Complexion Cream, coposto de  Creme de Noite, creme Limpeza de Pele e creme à base de leite, em embalagens novas.

1947 – Bourjois lança Rouge Rosette Brune e Rouge Coral.

- Elizabeth Arden lança Elizabeth Arden Pat-A-Kake – base compactada cremosa.

- Helena Rubinstein lança Makeup-stick, base cremosa em bastão.

 

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM

BATOM  - Os lábios são a parte de maior destaque dos anos 40. Batom foi pensado para manter as mulheres com alta estima durante a guerra.  Vermelho era cor símbolo do patriotismo. A forma de aplicar valorizava o contorno natural dos lábios, sendo ligeiramente mais volumoso na parte superior, lembrando os lábios carnudos da década anterior. A cor mais popular foi o vermelho, incluindo os vermelhos claros brilhantes, vermelhos cereja, vermelhos rosados ​​e vermelhos alaranjados.

BASE - era do tom da pele ou um tom mais escuro.

PÓ FACIAL - era usado coincidindo com a cor da pele para ajudar fixar a base ou para dar um brilho rosado.

ROUGE  - erai aplicado no centro das maças e puxado em direção às têmporas.

SOMBRA - variaram nas cores cinzas e marrom.

MÁSCARA DE CÍLIOS - só existia a máscara em pasta ou em creme e ele foi aplicada marcando bem os cílios

SOBRANCELHAS - foram cuidadosamente limpas, arcos bem definidos e acentuados pelo uso de um lápis marrom escuro. A prática de arrancar as sobrancelhas tão em voga na década passada perdeu força.

LÁPIS DE OLHOS - era aplicado no contorno dos cílios inferiores e tinha na cor preta e marrom.

 
 
 

DÉCADA DE 50

A década de 50 foi uma época de crescimento e prosperidade. O fim do racionamento abriu o caminho para novos produtos. E os consumidores tinham mais dinheiro para gastar.

O rock-in-roll ocupou o centro dos palcos, e grandes nomes como Fats Domino, Little Richard e Elvis Presley rapidamente chegaram à fama.

Transmissões de televisão tinham retornado no Reino Unido após a suspensão total durante a Segunda Guerra Mundial. No início dos anos 50 a maior parte do país já possuía sinal de TV, graças ao esforço do pós-guerra e a transmissão da coroação da rainha Elizabeth em 1953,

Nos EUA, milhões de família já possuíam um aparelho de TV. No Brasil, estavam surgindo os primeiros aparelhos nas famílias mais ricas.

Nesta época a televisão ainda era em preto e branco, mas no cinema já tinha filmes em cores.

Rapidamente, assistir TV tornou-se um passatempo popular para todas as famílias e as variedades de shows trouxeram novas idéias e influência para as massas.

Estrelas de cinema como, Grace Kelly, Marilyn Monroe, Doris Day, Brigitte Bardot, Sophia Loren, Elizabeth Taylor, Audrey Hepburn, Gina Lollombrigida e Natalie Wood. que fez o famoso filme Juventude transviada em 1955, causavam grande influência nas mulheres.

 

Audrey Hepburn                                                Marilyn Monroe   

  Doris Day                                                                Natalie Wood

Gina Lollombrigida                                                       Elizabeth Taylor  

   Grace Kelly                                                     Brigitte Bardot   

SOPHIA LOREN

A moda dos penteados entre homens e mulheres foi influenciada pelos artistas de Hollywood e artistas da musica da época. Elvis Presley e James Dean foram os grandes responsáveis pelo estilo topete alto masculino. Outra variação deste estilo foi o “cut duck butt” ou corte bumbum de pato, que tinha sido desenvolvido no final da década de 40 pelo Hairstylists Joe Cerello.

 

Elvis, topete alto                                                      James Dean

 

      CORTE BUMBUM DE PATO

Na década de 50, existiram vários modelos de penteados para as mulheres. O tamanho variou do curto ao médio. Um dos grandes Hairstylists da época foi o Francês Alexandre, conhecido em Hollywood como Alexandre de Paris. Ele criou o penteado alcachofra usado por Grace Kelly e Elizabeth Taiyor., que era o cabelo na altura do queixo e com cachos fofos. Outro estilo, muito usado foi o “corte de elfo" ou corte italiano, que era o cabelo bem curto e cacheado, muito usado pela atriz italiana Gina Lollombrígida. Em meados da década, o estilo muito usado foi o “corte pixie” que era um corte estilo moleca muito usado pela atriz Audrey Hepburn. Para as senhoras com um pouco mais de idade o estilo mais usado foi o corte franja curta, popularizado pela 1ª Dama dos EUA, Mamie Eisenhower. E já no final da década, Alexandre de Paris criou o corte colméia, que teve seu auge na década seguinte e foi muito usado por Brigitti Bardot. (lembranças de Amy Winehouse)

 Para as adolescentes a moda era o rabo de cavalo alto, amarrado com lenços ou fita de cetim.

Penteado rabo de cavalo Brigitte Bardot 

Penteado alcachofra, Elizabeth Taylor

Corte elfo, Gina lollobrigida

Corte pixie. Audrey Hepburn

Corte franja curta, Mamie Eisenhower

O vestuários das mulheres na década de 50 variou muito, do "New Look", cunhado por Christian Dior, no final da década de 40 aos vestidos rodados com bainha na altura da panturrilha e cintos marcando a cintura. O tecido era liso, estampado de poá ou florais. Decotes com ornamentos também entrou em voga.

Os adolescente começam a ganhar mesadas. E as empresas de cosméticos começaram a perceber este novo público e novos produtos foram fabricados, como cremes para tratamentos de acnes e limpeza de pele. E a maquiagem também se tornou mais acessível.

Os editores de revistas também perceberam esse publico e lançaram publicações especializadas neste segmento.

]

Essa foi a época em que as mulheres foram mais cobradas para se manterem lindas e impecáveis, tanto em casa fazendo seus afazeres, como fora de casa.

 A década de 50 foi a era de ouro dos produtos de maquiagem. Novos produtos surgiram com uma paleta de cores bem mais diversificada que as décadas anteriores.

 Max Factor Jr, ainda era líder de mercado, mas novas marcas surgiram como Westmore, Revlon, Yardley e Coty.

 O mercado de cosméticos de luxo liderado pelas adversárias ferozes Helena Rubinstein e Elizabeth Arden cresceu muito.   

Em 1950 as bases passaram a ter consistência mais leve e menos densa. Começaram a surgir as bases liquidas. 

 

LANÇAMENTOS

1950 - Helena Rubinstein lança Silken Lipistick – batom com pó de seda 

- Max Factor lança a linha de limpeza facial para mulheres.

 - Revlon - lança Touch-and-Glow liquid makeup - base liquida de brilho dourado em 7 tonalidades

 - Família Westmore Hollywood lança linha de maquiagem, composta por 3 produtos,

1951 - Ester Lauder lança uma coleção limitada de batom e creme rouge denominada MadMen = Homens Loucos.

  

-  Max Factor lança: Signature toiletry for men, a linha de produtos de higiene masculina,

-  Revlon lança Indelible-Creme Lipstick,  batom cremoso permanente, na cor vermelha.

1952 - Max Factor lança Color Fast lipstick- batom rápida cor, em várias tonalidades. 

- Família Westmore lança makeup liquid (base liquida) e batom.

1953 - Max Factor lança: o Creme Puff - primeira base e pó em um só produto em 7 tonalidades e Invisible Foundation –base invisível líquida. 

    - Helena Rubinstein lança o STAY-LONG - com o slogan de batom de maior duração do mundo. 

    1954 - Max Factor  lança o Erace -primeiro corretivo comercial em 4 cores (Medium, Deep Natural, Tan and Deep Tan) .

    - Família Westmore Hollywood lança Close-up perfection - complexion beauty, pele perfeita, composto por liquid makeup (base liquida), creme powder makeup ( base e pó) e batom.

    - Coty lança - Coty Air Spun powder – fino pó solto que promete esconder pequenas linhas e manchas. 

    1955 – Max Factor lança HI FU makeup, maquiagem liquida para a noite em tons fidedignos ao tom da pele. Era tipo uma base liquida. E HI Fi lipstick em duas tonalidades, o vermelho moda  e o rosa moda.  

    - Elizabeth Arden lança o Lipstick in Pure Red shade – batom vermelho puro. 

        

    - Yardley lança refil batom,  pó compacto e pó finalizador.

    - Eylury lança estojo com um par de cílios postiços e uma cola.

    1956 - Helena Rubinstein lança waterproof lipstick - batom à prova d'água.

    1957 -  Coty lança o batom 24hs.

    - Max Factor e Helena Rubinstein lançam a máscara de cílios em tubo e com escova nas cores marrom e preto. 

    - Elizabeth Ardem lança as coleções batom, rouge e esmalte Pink Violet e Arden Pink.

    1959 – Max Factor lança a coleção Batom Hi society.

 

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM

BATOM - estava em alta e foram lançados vários modelos em cores intensas. O batom era aplicado seguindo o contorno dos lábios.  As cores mais usadas era o vermelho e o rosa. 

LÁPIS LABIAL - era usado para definir o contorno dos lábios e, quando os mesmos não possuíam o contorno simétrico, esta correção era feita com o lápis.

BASE – a mulher dos anos 50 tinha a opção de usar base e / ou pó facial.

Tons mais claros e naturais estavam disponíveis. A consistência era líquida, creme ou compacta.    

CORRETIVOS – Pela primeira vez as mulheres estavam usando corretivo, que antes era uma maquiagem cinematográfica, para corrigir manchas e imperfeições. Era em forma de bastão com a consistência um pouco densa. Normalmente era aplicado antes da base e/ou do pó. 

BLUSH – A forma de aplicar normalmente era das maçãs puxando em direção as têmporas. A cor mais popular era o rosa claro.    

CONTORNO -  As mulheres, com formatos de rosto mais arredondados começaram a fazer o contorno facial com o rouge, aplicando-o na linha abaixo do osso malar e nas têmporas. 

SOMBRAS - As mulheres começaram a combinar a sombra com a cor do vestido e a paleta de sombras ganhou vários tons pastel A sombra era aplicada em toda pálpebra móvel.    

À noite as sombras eram mais cintilantes.    

MÁSCARA DE CÍLIOS – Surgiram máscaras com novas tecnologias e a forma de aplicar estava mais fácil. 

Os cílios eram bem definidos.

SOBRANCELHAS – no início da década, as sobrancelhas eram escuras e fortes, com lápis sendo usado para preencher e definir a forma. A espessura variava de media a grossa, mas ainda em forma de arco.

 

DÉCADA DE 60

A década de 60, assim como as décadas de 10 e 40, foi marcada por vários eventos que se tornaram históricos.

Em 1961, a ex União Soviética fez o primeiro lançamento de uma nave espacial tripulada. Em 1962, o Brasil é bicampeão da copa do mundo de futebol no Chile, e claro que isto foi muito relevante !!! Em 1963, o presidente John Kennedy dos EUA é assassinado. Em 1968, ocorre à revolta dos estudantes em Paris, com o slogan: “Est interdit d'interdire”. E, em 1969. o primeiro homem pousou na Lua.

REVOLTA DOS ESTUDANTES DE 68

No contexto de tais eventos diversos, mas igualmente importantes, a “Geração baby boom” (nome dado aos bebês nascidos na Grã Bretanha, França e EUA em 1946) agora jovens, começam a influenciar a cultura e a moda da década.

A voz dos jovens é claramente perceptível nas letras da banda britânica "The Beatles".

Nesta época, dois movimentos de jovens tinham grande influência no comportamento das pessoas: Os Mods que se iniciou em 1960 na Grã-Bretanha e se espalhou, em diferentes graus, para outros países; e os Hippies que se iniciou nos EUA, em meados dos anos 60, e se espalha pelo mundo.

Na década de 60, a Europa, principalmente Londres e Paris retoma o seu papel de centro irradiador da moda e comportamento, que nas últimas décadas estava sendo protagonizado por Hollywood.

Contudo, as atrizes Brigitte Bardot, Sophia Loren e Elizabeth Taylor, que estreou nesta década o filme Cleópatra, influenciavam muito a moda e comportamento.

Brigitte Bardot                                                                   sophia loren        

A ex-atriz Gracy Kelly, nesta época já Princesa de Mônaco, também influenciou a moda e comportamento da época.

As publicações especializadas da época, também influenciavam muito na moda e na maquiagem.

A moda feminina viu nascer as mini saias e os vestidos retos e curtos.

 

Foram vários os penteados na década de 60. Como o estilo colméia do inicio da década, muito usado pela atriz Brigitti Bardot, e o estilo muito curto popularizado por Twiggy (primeira grande top model do mundo) e pela atriz Mia Farr. O chapéu pillbox era moda, e muito usado por Jacqueline Kennedy.

  

  Brigitti Bardot                                                          Twiggy   

Chapéu pillbox Jacqueline Kennedy

A moda Mods masculina incorporou uma dose de sofisticação, que incluía ternos feitos sob medida com lapelas estreitas, gravatas finas, botão de deslocamento de colarinho, camisas de lã ou caxemira.

Muitos mods do sexo feminino incorporaram um estilo andrógeno, com cortes de cabelo curtos, calças ou camisas masculinas, sapatos baixos e pouca maquiagem.

 

A moda das roupas Hippy ganhou força depois do verão de 67, denominado “verão do amor". O estilo caracterizava saias longas, batas soltas com estampas esotéricas ou bordadas,  jeans boca de sino, tops soltos de malha, colares e pulseiras com motivos nativos americanos e africanos. Sandália foi o calçado de preferência de homens e mulheres. Cabelo solto longo foi o mais usado.

Max Factor tinha estado na vanguarda da inovação da maquiagem por várias décadas e continuou liderando nessa época, com seus produtos tornando-se muito populares.

Maybelline, Revlon, Elizabeth Arden, Helena Rubinstein, Ester Lauder e Yardley também foram marcas populares.

LANÇAMENTOS MAKEUP

1960 - Max Factor lança Sheer Genius  makeup em 10 tons mate. É uma espécie de base cremosa com acabamento fosco, para as mulheres que não queriam brilho.

 1961 – Revlon lança a primeira sombra líquida fosca e máscara de cílios com escova.

1962 – Max Factor Jr. lança um kit olho, composto por: sombra cremosa, sombra em pó, sombra liquida, lápis de sobrancelha, máscara de cílios na consistência pastosa e cremosa, e a mascara em tubo com varinha.

1 – sombra cremosa estilo batom em tonalidades pastel, nas cores azul, verde, lilás e prata;

2 – sombra em pó nas mesmas cores da sombra cremosa;

3 – sombra líquida com pincel, nas cores preta, marrom, dourada, prata, verde, lilás e azul;

4 – lápis de olho e de sobrancelha nas cores preta, marrom, verde, castanho claro, azul e cinza;

5 – máscara em cake, pasta bolo nas cores preta e marrom;

6 – máscara em creme nas cores preta e marrom;

7 – máscara em tubo com varinha nas cores preta e marrom

Revlon – buscando se antecipar ao lançamento do filme Cleópatra, faz uma releitura do estilo vamp, criado por Max Factor no final da década de 10 para a primeira versão do filme. Assim, lança uma coleção com tema egípcio que incluía: um batom rosa esfinge, um esmalte rosa para combinar com o batom e um trio de sombras com pincel aplicador, denominado olhos esfinge.

 - Maybelline lança kit de cílios postiços.

1963 – Maybelline lança linha de produtos para o olho com o slogan, tudo que você precisa para fazer o olho bonito. Composta por: máscara em tubo com varinha, máscara bolo pasta, máscara creme com escova, delineador e lápis em um só produto, sombra em forma de batom, sombra líquida, lápis de sobrancelha, curvex, escova de sobrancelha e pinça.

 1964 – Ester Lauder lança lipstick swiss strawberry – batom morango suiço.

- Max Factor Jr. lança  linha Brave New Pastels, composta por batom, batom retrátil caneta e esmalte de unhas. Disponíveis em tonalidades pastel nas cores rosa, coral e pêssego.

 1965 – Max Factor lança sombra three dimensional em tons pastel e delineador preto com pincel.

1966 – Max factor lança sombras em creme e o ultralucent lfluid makeup - ultra iluminador liquido.

  -Yardley lança  Shiny Slicker Lipsticks – batom com brilho, hidratante e protetor solar.

1967 – Yardley lança kit makeup face, composto por base, pó compacto finalizador, trio batom e trio sombra.

 

  - Revlon lança iluminador creme em forma de bastão

 - Max Factor Jr, Lança New shiny eye-liner only - delineador líquido preto brilhante com pincel separado.

 1969 - Helena Rubinstein lança máscara para alongar os cílios

- Max Factor Jr. Lança shiny eye-liner - delineador liquido azul com pincel acoplado.

 
 

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM

  

 .

BATOM – era aplicado seguindo o contorno natural. As cores eram mais suaves como o rosa ou coral.    

BASE – era do mesmo tom da pele ou um tom mais claro para dar a aparência bem jovial. A base liquida era a preferida.

CORRETIVO – as mulheres mais jovens não usavam e as mais maduram usavam antes da base para corrigir pequenas imperfeições.

 – Usava-se pó finalizador compacto ou solto e preferencialmente na cor rosada.

BLUSH – era aplicado de uma forma mais suave no centro das maças e puxando para cima em direção às têmporas.

ILUMINADORES – eram aplicados para realçar o osso malar das bochechas e nas têmporas. A textura era cremosa em forma de bastão ou liquida. As cores eram o rosa e o bege e as tonalidades variavam do claro ao escuro.

SOMBRA – o olho foi a grande estrela da maquiagem nesta década. A pálpebra móvel foi coberta por sombra matte, As cores das sombras eram branca, azul verde, prata, cinza  e Lilás. Quem tinha olhos verdes ou azuis usavam sombra da mesma cor do olho.

DELINEADOR – era feito um traço grosso rente à linha dos cílios superiores. As cores mais usadas foram o preto e o azul.

MÁSCARA CÍLIOS – a máscara era usada, porém de uma forma leve, para que os cílios ficassem alongados e separados. Os cílios inferiores eram contornados com lápis. Cílios postiços eram muito usados, eram feitos de pelos naturais de Sables e pelos sintéticos e alguns tinham strass e glitter.

O estilo olho egípcio de Cleópatra foi muito usado.

SOBRANCELHAS – foram bem marcadas com lápis de olho e a espessura variou da média a grossa.

 

 

DÉCADA DE 70

                                                                                             

                                   

A década de 70 foi marcada por grandes movimentos econômicos, políticos e sociais.

A luta das mulheres pela igualdade de direitos e pela liberdade política e econômica deu início à segunda onda do movimento feminista.

E as mulheres conquistaram vitórias importantes. Vários países da Europa aprovaram leis de igualdade salarial para homens e mulheres. Em 1972, cursos exclusivamente masculinos da Universidade de Oxford abriram suas portas para as mulheres e em 1979 Margaret Thatcher é eleita primeira mulher ministra do Reino Unido.

Durante toda a década, o Brasil é governado por uma ditadura militar. A ditadura atingiu o auge de sua popularidade em meados de 1970, com o "milagre econômico", no mesmo momento em que o regime censurava todos os meios de comunicação do país e torturava e exilava dissidentes.

Na música, em 70, chega ao fim a banda The Beatles e em 73 morre Elvis Presley, ambos tinham influenciado muito a moda e o comportamento na década anterior.

No início da década, o movimento hippie ainda é muito forte.

Punk

Em meados da década de 70, surge o Punk, que é um movimento da subcultura jovem originário nos EUA, Austrália e Reino Unido. O movimento vai ter influencia na musica rock, na moda, nas artes e no cinema.

A televisão era uma obsessão nacional em muitos países ocidentais.

Com anúncios, shows de música e inúmeras séries e programas, a televisão teve muita influência no comportamento e na moda.

O cinema e as revistas de moda também continuavam tendo muita influência.

 

Algumas das séries de TV

- JEANNIE É UM GÊNIO  (I DREAM OF JEANNIE) - 65 a 70 estrelada por Barbara Eden  e Larry Hagman 

A FETICEIRA (BEWITCHED)– 69 A 72 estrelado por Elizabeth Montgomery e  Dick York. 

- A MULHER MARAVILHA (WONDER WOMAN)– 75 A 79 estrelada por Lynda Carter.

A MULHER BIONICA (BIONIC WOMAN)  - 76 a 78 estrelada por Lindsay Wagner.

- AS PANTERAS (CHARLIE'S ANGELS) - 76 à 81 estrelado por Farrah Fawcett, Jaclyn Smith e David Doyle.

- CASAL 20 (Hart to Hart) – 79 à 84 estrelado por Robert Wagner e Stefanie Powers

Outra característica desta época era a pele muito bronzeada. As mulheres gostavam de ir à praia e tomar sol. Surgiram vários anúncios de bronzeadores.

Com isso observamos uma mudança na concepção da sociedade, onde nas décadas anteriores, a pele branca era sinônimo da aristocracia e a pele queimada do sol, era sinônimo de trabalho no campo. Aqui a pele bronzeada passou a simbolizar tempo livre para o lazer, e a praia passou a ser a diversão preferida nas férias. A musica Garota de Ipanema (composta por Vinícios de Morais e Antônio Carlos Jobim e mundialmente divulgada quando gravada por Frank Sinatra no final da década de 60) representa bem a garota da praia. 

“ Olha que coisa mais linda
Mais cheia de graça
É ela menina
Que vem e que passa
Num doce balanço
A caminho do mar
Moça do corpo dourado
Do sol de Ipanema
O seu balançado é mais que um poema
É a coisa mais linda que eu já vi passar (...)”.

    

                         Garota de Ipanema

Algumas das atrizes que influenciaram muito no comportamento e estilo das mulheres foram: Farrah Fawcett (as panteras), Diane Keaton,  Faye Dunaway, Lindsay Wagner (mulher bionica), Stefanie Powers (casal 20), Lynda Carter (mulher maravilha), Joanna Lumley, Elizabeth Montgomery, Barbara Eden (Jeannie é um gênio), Joan Collins e Jane Fonda.

     

                     Farrah Fawcett                                     Diane Keaton

            Faye Dunaway                                             Lindsay Wagner

   

           Stefanie Powers                                           Lynda Carter

           Joanna Lumley                               Elizabeth Montgomery

 

              Barbara Eden                                                Jane Fonda

 

                   Joan Collins

 

No início da década de 70, houve um ressurgimento da segunda metade da década de 20 e alguns filmes como: The Boy Friend (1971) e The Great Gatsby (1974) trouxeram este período de volta  e tiveram uma parcela de influência na maquiagem das mulheres, principalmente nas sobrancelhas que voltaram a ser mais definidas.

Um pouco depois da segunda metade da década de 70, surge a discoteca e a musica disco, que tem como grandes estrelas Donna Summer, Bee Gees, KC and the Sunshine Band, ABBA e Chic. E eles influenciam muito na moda e maquiagem da época.

Um filme que fez grande sucesso foi  - Os Embalos de sábado a noite (Saturday Night Fever).

 Saturday Night Fever                          Donna Summer 

Outro ritmo musical que teve grande influência na moda na década de 70 foi o reggae de Bob Marley com o estilo rastafari.

No início da década, o mercado das roupas prêt à porter cresce e no ano de 73, os grandes designers da alta costura também começaram a produzir roupas prontas e duas vezes por ano apresentavam suas coleções em Paris.

Em meados dos anos 70, os desfiles também passaram a ocorrer em Milão, Tóquio, Londres e Nova York. Contudo, o rigoroso sistema de alta-costura, criado por Charles Frederick Worth, no século XIX, não foi extinto, continuou tendo muita influência no mundo da moda, principalmente entre os consumidores de alto luxo.

A moda na década de 70 foi muito eclética e bastante colorida, tanto para as mulheres como para os homens.

O Jeans foi um dos símbolos desta década, ele veio em saias longas ou midi, calças boca de sino ou calças retas.

As calças em tecido no estilo boca de sino foram muito usadas em toda a decada de 70. Elas eram bem coloridas e, na grande maioria, usava-se a mesma cor na calça e na blusa, formando um conjunto. Usava-se com blazer, blusas de botão, tops e camisetas.

As mini saias que tinham sido inventadas na década anterior vieram com toda a força, em vários modelos, tamanhos, estampas e cores.  Elas eram usadas com vários tipos de sapatos, mas o mais comum entre os jovens era o sapato estilo boneca com meião no joelho. Usava-se as mini saias com camisas de botão, pura com lenço ou com gravatas, camisetas e mini blazer.

Na Russia usava-se muito o meião com bermuda e boinas.

Os vestidos vieram mini, midi e longos. Os minis e os midis, normalmente eram evasê. Os tecidos eram lisos puro, lisos com detalhes, florais, quadriculados ou listrados. Os longos, na sua maioria, eram vestidos soltos com estampas florais.

 

Outro estilo muito usado nesta década foram os vestidos batas, com botas de cano alto. E as botas vieram em várias cores e modelos

Um estilo muito comum na Rússia eram  os conjuntos de saia midi e blazer. E usava-se sempre combinados com o sapato e com a bolsa. As russas também usavam muito as boinas.

A moda disco teve vários estilos, mas os mais usados eram macacões ou calças boca de sino em tecidos muito brilhosos ou saias e vestidos curtos de tecidos brilhosos com botas.

 

A moda masculina assim com a feminina foi muito colorida e com vários tipos de estampas como xadrez e flores. A calça cintura alta e com boca de sino foi, predominantemente, a mais usada.

O jeans veio em forma de calça, blazer e macacão. O estilo de calça mais usado era o boca de sino. Os mais jovens usavam calças com bordados laterais combinando com as camisas que também tinham bordados.

 

O estilo esporte fino era calça boca de sino com cintura alta.  As calças eram de várias cores, com tecido liso ou quadriculado. As blusas eram de botão, com tecidos florais, estampados, lisos ou quadriculados.

 
 

O estilo disco foi calça boca de sino com terno, colete e blusa de gola e mangas largas e tecido brilhoso e macacões com blusas estampadas de mangas largas. Tinham também as calças boca de sino com camisas de botão bem abertas ou conjunto de  calça e blazer. 

 

Outro estilo que fez muito sucesso nesta década, foi o unissex. Que foi propagado nas páginas de revista de moda, com anúncios de roupas "para ele e ela".

Foram vários os tipos de cortes e penteados

SHAG

            Jane Fonda      

Criado pelo hairstylist Paul McGregor para o personagem de Jane Fonda, Bree Daniels. É um corte unissex com camadas e com os lados formando uma franja cheia.

 

WEDGE

                  Dorothy Hamill

Foi criado por Vidal Sassoon. Corte curto com camadas laterais íngrimes e angulares, dando um aspecto bem volumoso.

 

STACKED PERMS

       Donna Summer 

Cachos permanentes empilhados em forma de peruca. Muito usado por Donna Summer.

 

MOHAWK PUNK

De vários estílos e de várias cores.

 

CORNROWS

     Cicely Tyson

Tranças afro enraizadas no couro cabeludo, muito usado pela atriz Cicely Tyson

 

CABELOS ENROLADOS

      Barbara Streisand     

 

Muito usado no estilo disco.

 

THE "FARRAH"

Foi criado pelo hairstylist Allen Edwards em 76 para a personagem de Farrah Fawcett na série – As Panteras. Era um corte longo em camadas emborcadas para dentro na cor loiro platinado. Este corte foi o mais copiado nesta e na década seguinte e levou muitas mulheres a lotarem os salões de beleza.

 

Penteados e cortes masculinos também variaram muito.

CABELO COMPRIDO

 

CORTE SHAG

Igual ao do feminino

 

JHERI CURL

Foi criado pelo hairstylist americano Jheri Redding. A criação deste penteado envolve 2 etapas: primeiro, o cabelo é amolecido e esticado e depois com produtos químicos é feito um enrolado permanente.

 

THE MULLET

Foi um corte muito popular e é composto por duas partes distintas: camadas curtas no topo e nas laterais, e cabelo longo na parte de trás.

 

SURFER HAIR

Corte com camadas laterais e franjão

 

MOHAWK PUNK

De vários estílos e de várias cores.

 

MAQUIAGEM

O movimento feminista foi crescendo, as mulheres não queriam mais ser donas de casa, houve uma grande explosão de mulheres trabalhando fora, o que levou um forte impacto na publicidade e na indústria de cosméticos.

As marcas de cosméticos começaram a abandonar as representações antiquadas, da mulher dona de casa que tinha que ser bonita para o marido, e surge a mulher independente, que trabalha fora, mas que ainda se mantém bonita.

Havia muitas opções de maquiagem, entre as que mais se destacaram foram: Revlon, Rimmel, Biba, Max Factor, Yardley, Coty, Helena Rubinstein, Elizabeth Arden, Ricilsóie , Maybelline, Dior, Avon, Charles of the Ritz, Harriet Hubbard Ayer, Cover Girl e Chanel. Todos os nomes eram bem conhecidos no mercado de cosméticos, embora o sucesso variasse de país para país.

Por exemplo, Rimmel, Yardley e Biba eram populares em sua própria casa da Grã-Bretanha, mas nem tanto no exterior. A Biba, apesar de ter sido restrita a essa década, foi uma marca muito vendida, ao ponto que em 74 ela ocupa os 7 andares de uma loja de departamento em Londres com o nome de Big Biba.

Cover Girl e Maybelline foram muito populares nos Estados Unidos.

A Max Factor que tinha a vanguarda nas décadas anteriores começa no final da década de 70, a sofrer um declínio em sua margem de lucros, tendo como uma das principais causas o fato de não haver mais nenhum representante da  família na presidência da empresa.

Durante essa década surgiram maquiagens específicas para a mulher negra.

A Fashion Fair Cosméticos estreou em 1973, com uma linha exclusivamente para pele negra e teve anúncios com mulheres negras famosas como Natalie Cole, Aretha Franklin e Diahann Carroll.

Marcas estabelecidas expandiram seus leques para incluir maquiagem para tons de pele mais escuros e a Avon saiu na frente.

Em 1974, Vogue foi a primeira revista popular com uma modelo negra na capa  - Beverly Johnson

 

REVISTAS DA DÉCADA

 

LANÇAMENTOS

1970 – Max Factor lança Pure Magic lipgloss – gloss brilhoso em várias cores  e Ultralucent Face Makeup Collection -  linha de sombra de olhos coloridas.

- Maybelline lança sombra em cream em 5 cores – azul, verde, branca, lilás e amarela e Duo de sombras.

- Revlon lança linha Platinum & Pearls – batom e esmalte platinado e perolado.

- Coty lança Makeup Liquida – base líquida.

1971 – Yardeley lança  sigh shadow - sombra em pó fino.

- Rimmel lança linha de maquiagem e esmalte.

- Max Factor lança 2 linhas Pure Magic: a primeira composta por lip gloss e sombra brilhosa e a segunda por batom e sombra azul.

- Maybelline lança lipgloss roll-on, sombras em pó ultra aveludadas e kit maquiagem de olhos, composto por trio de sombras, delineador de sobrancelhas e máscara de cílios.

- Revlon lança Extra long big lash mascara – Máscara para cílios extra grande.

- Helena Rubinstein lança kit Designing Eyes - composto por sombra na cor azul, máscara de cílios e máscara pasta de sobrancelhas.

- Lancôme lança Makeup Eye com o slogan: Sprekende ogen door – Falando com os olhos.

1972 – Yardeley lança Gloss em pote e kit maquiagem olhos, composto por sombra, máscara e delineador.

- Maybelline lança linha de sombras flores coloridas e kit com gloss e duo de sombra.

- Max Factor lança 2 linhas ultralucent waterproof makeup – linha face e linha olhos.

- Elizabeth Arden lança kit de maquiagem para os olhos com slogan: Self portrait eyes – auto-retrato dos olhos.

- Ricilsóie – lança kit maquiagem olhos com o slogan: A sedução em suas pálpebras.

- Charles of the Ritz lança kit Makeup Face.

- Harriet Hubbard Ayer lança maquiagem de olhos em 3 tonalidades de azul.

- Helena Rubinstein lança Brush on lipcreme – Batom cremoso no pincel

- Biba lança sua coleção de maquiagem para os olhos, em tonalidades de azul e lilás.

1973 - Maybelline lança Eye shadow Colors that cling – sombras com cores que permanecem e o blush para pele fresca

- Cover Girl lança Shiny Shadows – sombras brilhantes e kit makeup face.

- Dior lança linha Color Dior Eye

- Max Factor lança linha maquiagem Califórnia e Makeup Eye Summer

- Elizabeth Arden lança iluminador invisível

- Revlon lança makeup Touch & Glow face – base com brilho

- Yardeley lança Makeup China brights eyes – China maquiagem de olhos brilhosos

1974 – Avon lança linha de olhos sweet honesty.

- Maybelline lança lipgloss kissing slicks – marcas de beijo, sombras em canetas com toques de pó em 12 cores e sombra líquida automática.

- Revlon lança New shiny eyecrayon pencils, sombras lapis brilhantes.

- Max Factor lança ultralucent face glazer – blushs iluminados.

- Ricilsóie lança linha completa de maquiagem

- Fashion Fair lança 2ª coleção de maquiagem para mulher negra.

- Coty lança kit de maquiagem

- Cover Girl lança Kit Makeup Eyes e coleção Color Lipstick.

 - Helena Rubinstein lança sombra com toque de brilho.

1975 – Max Factor lança linha ultralucent waterproof makeup – linha iluminada à prova d'água para pele negra.

- Elizabeth Arden – lança sombra de olho brilho cintilante.

- Revlon lança kit maquiagem olhos com slogan: Big eyes, composto por duo de sombra e máscara de cílios.

- Maybelline lança linha face fresca e New great shadow

1976 – Elizabeth Arden lança Luxure Lipstick

– Custom Blends cosmetics lança slick on glow. Iluminador para pele negra.

- Fashion Fair lança 3ª coleção de maquiagem para mulher negra.

- Avon lança lipstick sparklers – com duas cores para o dia e duas cores para a noite.

- Max Factor lança Ultralucent Face Makeup Collection.

1977 - Custom Blends cosmetics lança linha Disco Dazzlers, composta de batom e esmalte.

- Helena Rubinstein lança base de cobertura leve e blush em creme.

- Ricilsóie lança l´ombre liquide – Sombra líquida.

- Rimmel lança linha maquiagem para a face.

1978 - Revlon lança linha de batons iluminados

- Revlon lança maquiagem de olho com o slogan: Gota de lua e moon drops super creme lipstick, batom super cremoso com gotas de lua.

- Cover Girl lança blush líquido.

1979 - Ultra Sheen Cosmetics lança makeup para Fabulous Face

- Avon lança Coleção Divertida composta por  gloss, sombra e batom.

GLOSS

BATOM

 

SOMBRAS

- Chanel lança kit de maquiagem com o slogan  - Chanel beauty dramatically


- Max Factor lança Crème Lipstick

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM

A maquiagem na década de 70 teve várias características. Teve a maquiagem para pele bronzeada, a maquiagem para o movimento hippie, a maquiagem para o movimento punk, a maquiagem do dia a dia e a maquiagem para a discoteca.

PELE BRONZEADA

PUNK 

HIPPIE

MAQUIAGEM DIÁRIA

MAQUIAGEM PARA PELE NEGRA

MAQUIAGEM DISCO

                         

BATOM –  A forma de aplicar o batom é igual como é feito hoje, contornando todo o lábio

- MULHER BRONZEADA – a maioria dava preferência ao gloss no lugar do batom, as cores mais usadas eram em tons de rosa ou laranja.  À noite elas usavam batom e por cima aplicavam um gloss com brilho.

- PUNK  -  usavam batom e a cor preferida era o vermelho ou roxo.

- HIPPIE – preferiam os gloss e as cores mais usadas eram o incolor, rosa e  laranja.

- DIA À DIA – tanto as brancas como as negras usavam batom ou gloss, e a cor preferida era o rosa ou cor de boca.

- DISCO – O batom era bem forte e a cor preferida, independente da cor da pele, era o vermelho.

 

BASE – A base era do mesmo tom da pele, ou dois tons mais escuros quando a pele estava bronzeada. A base era usada para cobrir a pele e dar a aparência, mais próxima ao  natural possível.

CORRETIVO – Era usado antes da base para corrigir as imperfeições

BLUSH – Durante o dia o blush era aplicado de forma circular nas maças das bochechas e puxado com leve inclinação em direção às têmporas. À noite, era aplicado nas maçãs e puxado com maior inclinação e linearmente, quase formando um retângulo, em direção às têmporas.

- MULHERES BRONZEADAS- a cor preferida era as tonalidades de bronze.

- PUNK – Usavam com grande intensidade e as cores preferidas era os tons de rosa e roxo.

- HIPPIE – as de pele mais clara davam preferência aos tons de rosa claro e as de pele bronzeada  preferiam os blush de tonalidade bronze.

- DIA À DIA – a cor preferida, tanto pelas brancas como as negras,  era o rosa, e a intensidade variava do leve ao médio.

- DISCO – eram bem marcados e as cores preferidas eram os rosas fortes. 

 

SOMBRA – Foi o item indispensável da maquiagem e eram bem coloridas. As pálpebras pintadas eram a grande vedete da maquiagem nesta década. Usava-se uma, duas ou três cores. As combinações mais usadas era o rosa com azul, rosa com lilás e verde com o azul. O azul foi a cor da década.

As tonalidades durante o dia eram pasteis e a noite mais intensas. A cor da década foi o azul, mas também usava-se  verde, rosa, lilás, branco, laranja e amarelo.  As sombras para a noite eram cintilantes ou com glitter, que foi muito usado nas discos. Na parte inferior dos olhos, elas preferiam aplicar a mesma sombra usada nas pálpebras, de forma esfumaçada, ao invés de lápis de olho. As sombras eram em pó, liquidas, creme em pote, cremosa em forma de bastão ou caneta.

ILUMINADORES - eram usados para realças as maças ou o osso malar durante a noite.

LÁPIS DE OLHO – Quando usados eram da mesma cor da sombra. As punk gostavam de contornar o olho com lápis preto bem forte.

SOBRANCELHAS – eram bem desenhadas com pinças e marcadas com lápis de sobrancelhas. Relebrando a 2 metade da década de 20.

MÁSCARA DE CÍLIOS  - a grande vedete eram as pálpebras, mas as máscaras também eram usadas, porém com moderação. Também usava-se cílios postiços.

 

 

 DÉCADA DE 80

    A década de 80 foi marcada por vários eventos importantes.

    1980 

    - 04 de novembro - Ronald Reagan é eleito presidente dos EUA.

    - 8 de dezembro - John Lennon é assassinado.

    1981 

    - 29 de julho, casamento Príncipe Charles e Diana.

          

    - 01 de agosto, surgimento da MTV

    - Descoberta da AIDS

    1982

    - Lançamento de thriller de Michael Jackson

          

    - Primeira cirurgia de lipoaspiração, realizada pelo Dr Yves Gerard Illouz

    1983

    - Dr. Luc Montagnier descobre o vírus causador da AIDS - O HIV

    - Primeiro telefone celular disponibilizado comercialmente nos EUA

            

    1984

    - O Menudo, grupo musical de Porto Rico, que surgiu na década de 70, alcança grande sucesso no Brasil, México, Argentina e alguns países da Europa, principalmente Espanha. Este grupo marcou o inicio da carreira de Ricky Martin

    

    1985

    - 11 a 20 de janeiro - 1ª edição do festival Rock in Rio Brasil, com atrações como Queen e Scorpions.

      

    - 28 de janeiro gravação de "WE ARE THE WORLD" pela fome da áfrica

    

    - Fim da Ditadura no Brasil

    1986 

    - cometa halley

     

    - 29 de abril, explosão da usina nuclear de Chernobyl.

    1989

    - Fim da guerra fria

    - 09 de novembro, queda do muro de Berlim. 

 

A MÍDIA NA DÉCADA DE 80

Na década de 70, a televisão era um dos principais meios de entretenimento, deixando o cinema um pouco de lado. Isto ocorreu, principalmente, devido ao grande numero de seriados americanos que foram uma grande novidade na época e ao fato da programação da TV já ser em cores. 

Na década de 80, as séries americanas de TV continuam fazendo muito sucesso junto com o surgimento dos clips da  MTV, mas o cinema responde com vários filmes e muitos com recorde de bilheteria.

 PRINCIPAIS SÉRIES DE TV

- DURO NA QUEDA (The Fall Guy): De 81 a 86, estrelado por Heather Thomas, Lee Majors e Douglas Barr. 

    

- DINASTIA (Dynasty): De 81 a 89, estrelada por vários atores, entre eles John Forsythe, Linda Evans, Joan Collins, John James, Pamela Bellwood, Pamela Sue Martin, Catherine Oxenberg e Heather Locklear.

          

- CARAS & CARETAS (Family Ties): De 82 a 89, estrelada por Michael Gross, Meredith Baxter, Michael J. Fox, Justine Bateman, Tina Yothers e Brian Bonsall

      

- A GATA E O RATO (Moonlighting): De 85 a 89, estrelada por Bruce Willis e Cybill Shepherd.

                    

 

 PRINCIPAIS FILMES

 1980 

 – A LAGOA AZUL (The blue lagoon)

    

1981

 – E.T. O EXTRATERRESTRE (E.T. The Extra-terrestrial)

    

 - RAMBO

    

 1983

 - FLASHDANCE

    

 - OS EMBALOS DE SÁBADO CONTINUAM (Staying Alive)

    

 1984 

- O EXTERMINADOR DO FUTURO (The terminator)

    

- UMA SEREIA EM MINHA VIDA (Splash) 

    

- FOOTLOOSE 

    

- KARATÉ KID

    

- OS CAÇAS FANTASMA (Ghostbusters)

    

- LOUCADEMIA DE POLICIA – (Police Academy)

    

 1985

 - DE VOLTA PARA O FUTURO  (Back to the future) 

    

 1986

 - TOP GUN

    

- CURTINDO A VIDA ADOIDADO  (Ferris Bueller's Day Off)

    

 1987 

 - NAMORADA DE ALUGUEL (Can't Buy Me Love)

    

 - TRÊS SOLTEIRÕES E UM BÊBE (Three Men And A Baby)

    

- ROBOCOP

    

 - LA BAMBA

    

 - RITMO QUENTE - Dirty Dancing

    

 1989

 - OLHA QUEM ESTÁ FALANDO (Look Who's Talking)

    

As principais atrizes da época que influenciaram muito na moda e comportamento foram: Brooke Shields, Catherine Oxenberg (Dinastia), Jane Fonda, Cybill Shepherd (A Gata e o Rato), Demi Moore, Deryl Hannah (Uma Sereia em Minha Vida), Heather Locklear (Dinastia), Heather Thomas (Duro na Queda), Morgan Fairchil, Olivia Newton John, Meryl Streep, Michelle Pfeiffe, Justine Bateman (Caras & Caretas), Jennifer Beals (Flashdance), Kim Cattrall (loucademia de Policia) e Kim Basinger.

     

     Brooke Shields                                   Catherine Oxenberg

     

                    Demi Moore                          Deryl Hannah

     

                Heather Locklear                       Heather Thomas

     

                Morgan Fairchil                             Michelle Pfeiffer  

     

               Justine Bateman                 Jennifer Beals

     

              Cybill Shepherd                      Kim Cattrall  

     

           Meryl Streep                        Kim Basinger        

As atrizes Jane Fonda e Olívia Newton Jonh foram responsáveis pelo movimento fitness aeróbico, que foi uma grande febre na década de 80, ditando moda e comportamento. Jane Fonda gravou vários vídeos ensinando as pessoas a fazerem aeróbica em casa.

     

Na década de 80, os homens eram muito vaidosos. Os principais atores que influenciaram o estilo masculino foram: Tom Cruise, Michael J. Fox (De Volta Para o Futuro), Mathew Broderick (Curtindo a Vida Adoidado), Patrick Swayze, John Travolta, Kevin Costner, Emilio Estevez,  Mel Gibson, Richard Gere.

    

           Tom Cruise                       Michael J. Fox      

     

            Mathew Broderick                Patrick Swayze   

     

                John Travolta                      Kevin Costner

     

                    Emilio Estevez                  Mel Gibson      

    

         Richard Gere     

 

SUPERMODEL

O termo supermodel surgiu na década de 40 com a modelo Bettina Graziani que trabalhou com designers influentes, incluindo Christian Dior e Hubert de Givenchy, sua cintura pequena ajudou a definir o 'New Look' Dior

    

 Bettina Graziani na capa da L'Officiel Paris (1950)

 Na década de 60, a surpermodel foi Twiggy, que estampou várias capas da revista Vogue.

    

A década de 70 viu o surgimento de algumas supermodels. Mas foi na década de 80, com a globalização e os desfiles de moda sendo transmitidos na televisão, que surgiram várias supermodels, que além de atuarem na passarela, e figurarem em capas de revistas e  anúncios de cosméticos, elas também começam a fazer propagandas de produtos fora do mercado da moda, como o refrigerante Pepsi e os caminhões da Ford. Algumas também atuaram como atrizes. Com isso, elas tornam-se muito populares e conhecidas. Foi a primeira vez que supermodels se tornaram celebridades e celebridades se tornaram supermodels.  Assim, como os artistas e cantores da época, elas também influenciaram muito a moda e o comportamento.

As principais supermodels da época foram: Cindy Crawford, Ell MacPherson, Iman, Janice Dickinson, Kim Alex (em 83 passou a ser a modelo da marca Ultima II da Revlon), Linda Evangelista, Jill Goodacre (uma das principais modelos Victoria Secret anos 80 e inicio 90), Renee Simonsen, Stephanie Seymour, Claudia Schiffer, Nancy Donahue, Nancy Deweir (uma das modelos da Max Factor), Kelly Emberg (várias publicidades da cover girl e maybelline) e Paulina Porizkova (junto com Brooke Shields, que além de atriz foi uma supermodel, foi tida como principal ícone de beleza da década).

     

                    Claudia Schiffer                           Paulina Porizkova

     

            Cindy Crawford                      Ell MacPherson 

     

                    Iman                                    Janice Dickinson

     

                    Nancy Donahue                          Nancy Deweir

     

                 Jill Goodacre                                          Kim Alexis  

     

            Linda Evangelista                                    Renee Simonsen       

    

         Kelly Emberg  

 

MODA

 GLOBALIZAÇÃO, DIVERSIFICAÇÃO E POPULARIZAÇÃO DA MODA 

 A moda na década de 80 sofreu várias mudanças, devido ao fenômeno da globalização e às múltiplas tendências da cultura pop. A moda se espalhou mais rápido do que nunca e ficou mais generalizada. 

Mudanças na tecnologia, expansão da televisão por cabo e o surgimento de redes como MTV, significavam que a moda ditada pela TV, filmes, música e celebridades tornou-se mais acessível aos fãs e espectadores. 

Na década de 80, houve vários estilos de moda. Enquanto nas décadas anteriores um ou dois estilos predominavam separada e sucessivamente durante cada período. Na década de 80, vários estilos separados e distintos de todas as tendências foram partilhados e popularizados de uma só vez.

 

A EXPANSÃO DA RIQUEZA E OS YUPPIES 

   

Uma mudança importante na sociedade durante os anos 80 foi a expansão da classe média e da criação de um grande grupo de jovens profissionais em ascensão conhecidos como "yuppies". Este grupo derepente passou a ganhar muitos rendimentos e era conhecido por seu foco na riqueza e consumo conspícuo ou consumo ostentatório. A moda era uma maneira para estes jovens empresários exibirem sua riqueza. Yuppies eram conhecidos por serem focados na marca das roupas mais do que qualquer outro detalhe.

Eles também foram em grande parte influenciados por programas de TV, MTV e filmes, assim como o resto da população. 

A influência da mídia sobre a moda da época era imensurável. Vídeos de música exibiam moda de uma forma que não tinha sido visto antes. Com o crescimento dos tablóides especializados na vida cotidiana das celebridades, os ricos e as jovens estrelas em destaque foram impondo o seu estilo. Estrelas populares como Michael J. Fox tornaram-se porta-vozes para designers como Calvin Klein. Moda começou a se tornar parte integrante da definição de celebridade. 

    

SHOPPINGS, MARCAS E DESIGNERS DE MODA 

    

Yuppies não eram as únicas pessoas com renda disponível durante os anos oitenta. A classe média expandida e a população, em geral, foi se sentindo mais rica. Os shoppings começam a receber além da classe rica a classe média em acessão. E com isso, passou a ser um lugar para comprar, passear e encontrar os amigos. 

Famílias saiam de lugares mais afastados para ir aos shoppings, que normalmente localizavam-se em pontos estratégicos das grandes cidades.

As marcas populares durante a década foram: Ralph Lauren, Calvin Klein, Nike, Adidas, Banana Republic, The Gap, Izod, Lacoste, Members Only, e Gloria Vanderbilt Jeans.  

Paris se renova como centro da moda impondo novos estilistas, e com os velhos costureiros perpetuando-se com um estilo revigorado, Simultaneamente, Milão e Londres permanecem como concorrentes ferozes.  Os EUA era o principal mercado da moda  Prét-à-Porter.

Já a moda de alto luxo vai ser influenciada pela primeira dama Nancy Reagan, com seus vestidos de grandes estilistas como, James Galanos, Bill Blass e Oscar de la Renta. Vermelho era a sua cor preferida.

 

A Inglaterra que popularizou muitos estilos, com os seus artistas musicais e a cultura punk, vê nascer uma nova celebridade que vai ter grande influência no estilo romântico da década, que é a Princesa Daiana 

      

Os designers de alta-costura que fizeram sucesso na década de 1980 incluem: Ralph Lauren, Calvin Klein, Donna Karan, Azzedine Alaia, John Galliano, Giorgio Armani, Dolce e Gabbana, Vivienne Westwood e Jean Paul Gaultier. 

 

MÚSICA E MODA

Graças à criação da MTV, algumas tendências da moda estavam diretamente relacionadas com a música. Bandas de new wave e metal, grupos de hip hop e rappers, e estrelas pop, muitas vezes tiveram uma variedade de estilos associados com sua música, e os fãs tentaram imitar. 

Os grandes artistas da época foram: Madonna, Cindy Lauper, Tina Turner, Whitney Houston, Michael Jackson, Prince, Freddie Mercury, Lionel Richie e Elton Jonh. E as bandas foram Scorpions e A-ha e Menudos, principalmente para o público adolescente.

    

                    Madonna                                Cindy Lauper

     

           Tina Turner                                  Whitney Houston 

    

               Michael Jackson                              Prince      

     

           Freddie Mercury                Lionel Richie

  

            Elton Jonh      

      

          Scorpions                                                         A-ha  

    

                    Menudos   

ROUPAS, ACESSÓRIOS E SAPATOS

A silhueta dos anos 80 era em formato de X, com largos ombros, cintura fina e alargando no quadril.

Essa década foi uma explosão de cores vibrantes.

Tudo que se usava era para ser visto, as roupas eram muito coloridas com uma grande predominância de cores neon. Algumas tinham um estilo futurista, os ombros eram bem largos, pelo uso de grandes ombreiras. Os acessórios eram grandes.

No publico feminino as tendências eram: 

    - Usar e abusar das ombreiras e dos babados, mangas morcego e mangas bufantes;

    - Conjuntos jeans (com jaquetas e calças de mesma lavagem); 

    - Leggings das mais diversas cores;    

    - Saias de babados, saias balonê, saias executivas com blazer e jaquetas de couro;

  - Vestido pinçado com mangas bufantes, cintura baixa e babados de crepe ou cetim; vestidos decotados, com top justo e saia de babados com filó e vestido balonê;

    - Calças de cintura alta semi-baggys.

    - Acessórios como: cintos, brincos  pulseiras e relógos com pulseiras coloridas.

    - Sapatilhas de plástico, polainas, tênis e basqueteira All Star, botas e sapato scarpin fizeram parte do cenário estilístico do início ao fim da década.

 

        

 

SAPATOS E ACESSÓRIOS

A moda masculina foi composta por jaquetas (jeans ou de couro); jeans lavado com camisetas de malha coloridas ou camisa polo; 

Blazer de ombreira com calça social pinçada.  

Os calçados masclinos mais usados foram: tênis esportivos Adidas e All Star e mocassins.

Os principais acessórios foram: óculos  modelo aviador, suspensórios e pochetes coloridas.

   

 CALÇADOSE ACESSÓRIOS

 

     

   

   

 CORTES E PENTEADOS 

 Na década de 80, os cabelos eram muito volumosos e muito cheios, e houve vários tipos de cortes e penteados.

 - MULLET – Muito usado na década de 70 e no início da década de 80

    

- CURTO REPICADO – É na altura da nuca, todo repicado, com muito volume no topo e bem rente na nuca.

     

- CURTO ESPETADO – É uma versão do corte repicado, onde as pontas estão voltadas para cima.

   

- CURTO MULTI CAMADAS – É um corte muito volumoso no topo e com múltiplas camadas

     

 - CURTO CACHEADO – Corte na altura do ombro ou da nuca, volumoso no topo e com múltiplos cachos.

     

- LONGO CACHEADO

     

- CRESPO LONGO CACHEADO

     

- CORTE THE FARAH – Foi o corte mais copiado no final da década de 70 e durante a década de 80.

     

- CORTE MULTI CAMADAS LONGO – Camadas curtas no topo e camadas repicadas ao longo do cabelo.

     

- FRISADO – o cabelo tinha aparência de despenteado. Foi um dos penteados mais usados.

    

- RABO DE CAVALO LATERAL – Foi um penteado muito usado entre os adolescentes.

     
    

CORTES MASCULINO

- THE MULLET

     

 - CURTO EM CAMADAS

   

 - REPICADO

    

 - CAMADAS COM GEL MOLHADO – o corte camadas usado com gel estilo molhado foi muito usado.

    

 - FLAT TOP - corte black vertical e formando uma plataforma plana.

     

- FRIZADO

    

 

MAQUIAGEM

    LANÇAMENTOS

80 – Lancõme lança kit maquiagem.

    

    - Bourjois lança sombra bastão azul, batom e esmalte.

    

81 – Avon lança 2ª coleção divertida.

    

    

    
     
    
    

 - Dior lança esmalte e kit maquiagem composto por: quarteto de sombras, delineador, duo de blush e batom.

    

 - Lancôme lança esmalte e kit maquiagem.

    

- Chanel lança batom.

    

82 - Bourjois lança sombras coloridas.

       

- Cover Girl lança esmalte e kit de maquiagem composto por: base, pó. batom e máscara de cílios.

    

- Dior lança kit maquiagem cores vibrantes, composto por: batom, blush líquido, quarteto de sombras e delineadores coloridos.

    

 - Max Factor lança linha Maxi composta por: batom, sombras e máscara de cílios.

    

     

 - Maybelline lança quarteto de sombras coloridas.

    

     Kelly Emberg

83 – Coty lança extraordinário batom 24 horas

    

- Maybelline lança batom à prova de água.

    

             Lynda Caster  

- Max Factor lança base e blush em creme e coleção Spice Of Life

    

 - Cover Girl lança kit de pinceis e acessórios de maquiagem e batom luminoso.

    

                         Kelly Emberg

 - Givenchy lança duo de sombras e batom.

    

- Lancõme lança blush e batom com o slogan – O frescor.

    

 - Loreal lança kit de maquiagem composto por: duo de sombras e duo de blush

     

- Revlon lança batom e esmalte.

     

                    Brooke Shields

 - Ultima II lança kit maquiagem.

     

84 – Coty lança kit com batom e estojo de sombras

     

 - Max Factor lança base e batom com o slogan Whipped Creme – creme chantilly.

    

 - Loreal lança duo de blush, batom, esmalte e kit maquiagem cores.

    

 - Estée Lauder lança batom à prova de água.

      

 - Lancôme lança kit de maquiagem composto por: sombra, blush e batom.

      

- Cover Girl lança batom com acabamento satin.

     

           Renee Simonsen   

- Maybelline lança Dual Collor Eye Pencils – Lápis de olho duas cores e linha shine free look, composta por: base, blush e máscara de cílios coloridas.

   

 - Shiseido lança kit maquiagem.

    

- Ultima II lança linha The Nakeds, desenvolvida por Kelvyn Aucoin. 

  

   

 - Guerlain lança batons fascinantes e coloridos

    

  85 – Dior lança esmalte e kit maquiagem colorido, composto por: quarteto de sombras, lápis de olho de várias cores e batom rosa neon.

    

- Elizabeyh Arden lança kit maquiagem

     

 - Loreal lança trio de sombras, batom e esmalte

    

 - Estée Lauder lança batom perfeito.

     

          Paulina Porizkova

- Lancôme lança kit maquiagem sombras líquidas de cores neon e kit composto por quinteto de sombras e batom.

     

 - Guerlain lança batom rosa neon.

     

 - Maybeline lança kit maquiagem colorida, composto por quarteto de sombra, blush e base. 

     

 - Revlon lança batom e esmalte rosa vibrante.

      

- Ultima II lança kit maquiagem.

      

- YSL lança kit maquiagem, composto por: duo de sombra, lápis de olho, batom e blush. E a coleção Ovation – aclamação, composta por: duo de sombra, blush, lápis de olho, pó compacto, batom e esmalte.

        

 86 - Dior lança Segundo kit maquiagem colorida composto por: quarteto de sombras, duo de blush, lápis de olho e delineador.

    

- Guirlan lança esmalte e kit maquiagem composto por duo de sombras, blush e batom.

     

 - Ultima II lança sombras coloridas.

     

- YSL lança kit maquiagem e linha kaleidoscope.

     

- Lancôme lança kit maquiagem vermelha, composto por: blush, sombra e batom. Lança kit composto por: duo de sombras e duo blush  e também kit composto por: quarteto de sombras e batom.

     

       

    

- Loreal lança kit maquiagem composto por estojo de sombras, batom e esmalte.

     

 - Cutex lança trio de sombras, batom lápis e esmalte.

     

 - Revlon lança estojo de trio de sombras.

     

87 -  Cover Girl lança iluminador, blush e contorno.

     

- Lancôme lança quarteto de sombras, batom e máscara de cílios.

      

    

 - Dior lança estojo quinteto de sombras e batom.

       

 - Revlon lança batom e esmalte coral.

        

88 – Dior lança novo quinteto de sombras coloridas e batom.

       

 - Lancôme lança quarteto de sombra.

    

- Chanel lança Tend Creme et Blanc crème – base em creme e primer hidratante. 

    

89 – Dior lança iluminador, quinteto de sombras coloridas e batom

     

 MAGAZINES

    
    
    
    
    

 CARACTÉRITICAS DA MAQUIAGEM

Como tudo na década de 80, a maquiagem também foi muito marcante e bastante colorida. Tudo era permitido. Usou-se muito maquiagem monocromática (com as cores vermelho vibrante ou rosa fucsia) e maquiagem colorida. 

Ao contrário dos anos 70, em que o azul foi a cor da década, a maquiagem nos anos 80, não tinha uma cor única, todas as cores eram usadas. 

No início dos anos 80, ainda se mantinha as característica da maquiagem dos anos 70, principalmente as sombras de olho azuis. Contudo, as tonalidades eram, predominantemente,  vibrantes (e não os tons pastéis dos anos 70), assemelhava-se a maquiagem usada no final da década de 70 nas discos. Por esta razão, muitas pessoas confundem a década de 70 com a de 80. Porém, a maquiagem dos anos 80 possuía características que a tornaram ímpar.

BATOM – Era aplicado da mesma forma como é aplicado hoje, e as cores mais usadas foram o rosa neon, o vermelho vibrante e o laranja. A cor do batom combinava sempre com a cor do blush.

BASE – era do mesmo tom da pele e as bases com um pouco de luminosidade eram as preferidas.

 – era o único item da maquiagem usado de forma bem sutil.

BLUSH – Foi o principal item da maquiagem. Houve duas principais formas de aplicá-lo e, em todas, o mesmo era bem marcante. Sendo esta a característica mais expressiva da maquiagem nesta década.

Na maquiagem monocromática, o blush era aplicado na parte inferior das bochechas na mesma altura do orifício das narinas e na  direção das extremidades labiais (quase na mesma posição onde hoje é aplicado o contorno), e subia, de forma incliada e linear, para encontrar-se com a sombra na parte externa dos olhos. Como pode ser observado nas linhas pontilhadas nas imagens abaixo.

   

Nas demais maquiagens, o blush era aplicado na parte inferior das bochechas na mesma altura do orifício das narinas e na  direção das extremidades labiais (quase na mesma posição onde hoje é aplicado o contorno), e subia de forma bastante inclinada e linear em direção as extremidades das orelhas. Como pode ser observado nas linhas pontilhadas nas imagens abaixo. 

As cores mais usadas foram o rosa fúcsia e o vermelho.

SOMBRA – era aplicada em toda pálpebra móvel e às vezes na pálpebra fixa, puxando até a linha externa da sobrancelha. Usava-se uma, duas ou três cores. ao mesmo tempo. Todas as cores foram usadas, principalmente o rosa, vermelho e azul.

  

MÁSCARA – era aplicada para alongar e separar bem os cílios, fazendo o efeito “cílios de boneca”. Usou-se de todas as cores.

DELINEADOR – Foi muito usado para contornar a linha dos cílios inferiores e superiores. As cor, geralmente, era a mesma da sombra.

LÁPIS DE OLHO – Quando não se usava o delineador era aplicado na linha inferior dos cíli

Para mim, foi muito agradável relembrar a década de 80, pois tenho muitas saudades deste período, no qual vivi o resto da minha infância e início da pré-adolescência. Se fosse possível voltar ao tempo, ou se eu tivesse um amigo tipo Doutor Brown, que levou Marty McFly - De Volta Para Futuro - iria pedir para ele criar a máquina que me levasse - De Voltaa Para o Passado, pois eu gostaria muito de reviver  esta década, dela só tenho boas lembranças. Uma das minhas  melhores lembranças vem do final da década, no período em que frequentava a inésquecível "Boate do Guaraná".

                                                                 

 

DÉCADA DE 90

       

No início dos anos 90, a economia, a política, a tecnologia e a cultura avançam e apresentam características específicas deste momento, mas não há claramente um movimento de ruptura com a década passada. Os primeiros anos desta década carregam os genes dominantes dos anos 80, as novidades manifestam-se mais como realização dos potenciais destes legados do que como fatos inaugurais.

A globalização prosseguia e acelerava com a queda do muro de Berlim (1988), e com a crise e o fim da União Soviética. Manifestações culturais como a terceira onda do feminismo, ambientalismo, grunge, west hip hop, house music / rave, cultura do skatboard e geeks surgiram ou são derivações de movimentos dos anos 80 ou anteriores.

Por outro lado, apesar dos muitos pontos em comum, a segunda metade da década de 90 é comumente associada ao início do século XXI, como um período precursor de tendências que irão se consolidar nos primeiros anos do novo século. Seguindo esta perspectiva, muitos apontam a segunda metade da década de 90 como marco inicial para os nascidos na geração Z.

 

EVENTOS

1990

- Libertação de Nelson Mandela. 

- Lançamento do Telescópio Espacial Hubble.

 - Margaret Thatcher renuncia ao cargo de primeira ministra da Inglaterra.

- Lançamento da versão 1.0 do editor de imagens Photoshop da Adobe.

- Sir Tim Berners-Lee desenvolve a linguagem HTML, o identificador URL e o protocolo HTTP.

- Madonna lança “justify my love”.

1991

– Morte de Freddie Mercury

- Nirvana lança smells like teen spirit

- A internet começa a ser comercialmente disponibilizada

- Boris Yeltsin torna-se o primeiro presidente eleito da Rússia

- Lançamento da primeira câmera fotográfica DSLR comercialmente disponível (Kodak DCS 100)

1992

- Assinatura do tratado de Maastricht para a criação da União Europeia

- inauguração da Euro Disney na França.

1993

- Posse do presidente dos Estados Unidos Bill Clinton

- Checoslováquia se divide em República Checa e Eslováquia.

- Intel introduz o microprocessador Pentium.

- Atentado terrorista ao World Trade Center.  

1994

- Nelson Mandela torna-se presidente da África do Sul.

- Abertura do Eurotúnel.

- Morte do piloto de F1 Ayrton Senna.

  

1996

- Princesa Diana e Príncipe Charles se divorciam.

- surge a WebTv.

1997 

- Morte de Diana.

- Anúncio da primeira ovelha clonada - Dolly

1998

- Surgimento do google

1999

- Introdução da moeda oficial da zona do euro.

 

EVENTOS E TENDÊNCIAS

- GRUNGES

A década de 90 teve vários estilos e um dos mais destacados no início da década foi o grunge.

Grunge (às vezes chamado de Seattle Sound ou Som de Seattle) é um subgênero do rock alternativo que surgiu no final da década de 1980 na cidade de Seattle, inspirado pelo hardcore punk, pelo heavy metal e pelo indie rock.

O termo grunge - que em seu sentido original significa "sujeira" ou "imundície" em inglês - descreve tanto o estilo visual (cabelo desgrenhado, roupas velhas e folgadas) de bandas e fãs, quanto o som saturado e distorcido das guitarras que dão o tom das músicas.

O gênero só começou a declinar após o suicídio de seu maior ídolo, Kurt Cobain, o líder do Nirvana, em 1994. 

- A 3ª ONDA DO FEMINISMO

O final da década de 80 e o início da década de 90 não foi nada fácil para os grupos feministas tradicionais. Não apenas a crise ideológica provocada pela queda do muro de Berlim, como também o furacão Madonna criaram um tsunami provocando mudanças no movimento feminista, dando início à 3ª onda.

Dentro do movimento feminista, surgem vozes que rediscutem a feminilidade e defendem que é possível ser feminista e ao mesmo tempo usar maquiagem ou outros itens de beleza associados à dominação sexista, em uma perspectiva positiva. A esse grupo foi atribuído o nome de feminismo batom.

Além do feminismo batom, surgem outros movimentos como Riot Grrrl e Slut Feminism, que vão utilizar a maquiagem menos como objeto de discursão ou embelezamento e mais como um dos instrumentos de expressão da sua luta ideológica. O look assume as mais diversas formas possíveis, sendo o “kinderwhore” de Courtney Love, sem dúvida, o mais icônico de todos.

Na segunda metade da década de 90, com o sucesso das boys bands, o mercado consumidor adolescente atrai ainda mais a atenção dos investidores e vemos o surgimento de vários “produtos culturais” para este público. O feminismo industrializado dá origem ao novo Girl Power pronto para o consumo das adolescentes sem contra-indicações. As Spice Girls, outras cantoras teens e toda uma nova geração de super-heroinas são massivamente consumidas. 

- A ESTÉTICA DA “HEROIN CHIC”

Muitas foram as críticas sofridas por esta estética, fato que potencializou enormemente a sua visibilidade. Para muitos, era a expressão de valores nihilistas que dominaram o mundo fashion, outros destacavam os riscos inerentes ao processo de glamurização das drogas e, por fim, acusavam esta estética de ter traços de androgenia, misogenia e até pedofilia, além de promover um padrão de beleza feminimo ainda mais intangível.

A modelo Jaime King, viciada em heroína, é apontada como uma das inspirações, mas a rainha e ícone desta estética é a modelo britânica Kate Moss, que em 1993 estrelou a campanha da Calvin Klein, dando início à grande difusão desta estética que foi relevante mas não popular, no meio da década.

Modelos pálidas, desnutridas, com aparência juvenil, andrógenas, sem energia e em um contexto relacionado ao vício em drogas sintetizam as imagens.

A fotografia foi a principal mídia utilizada para a divulgação desta estética, com grande utilização da foto preto e branco.

A maquiagem buscava neutralizar qualquer traço natural de saúde e vitalidade, ao mesmo tempo em que ressaltava traços associados ao vício. Isso se traduzia em uma maquiagem pálida, sem cor ou brilho, às vezes com olheiras ressaltadas e com olhos esfumaçados ou borrados. 

Outro detalhe relevante da maquiagem, mesmo quando a pele não era preparada, foram as técnicas utilizadas para conferir ou ressaltar na face das modelos sinais de magreza e desnutrição. O efeito de afundamento das bochechas era o mais buscado e era feito de forma mais intensa e com resultado melhor nas fotografias em preto e branco.

 

O que migrou da propaganda e do catwalk para o mundo real na época foi a tendência de uma maquiagem de cores mais neutras, bases e batons mate e o desejo das mulheres em terem as suas bochechas transformadas pelos segredos dos maquiadores ou pelos bisturis dos cirurgiões plásticos.

 

 

MÍDIA

Assim como nas décadas anteriores, a MTV e as atrizes das séries de tv continuam influenciando a moda e o comportamento.

SERIADOS DE TV

- BARRADOS NO BAILE (Beverly Hills, 90210): 1990 à maio 2000, estrelado  por Jennie Garth, Jason Priestley, Ian Ziering, ‎Shannen Doherty, Tori Spelling, Brian Austin Green, Luther Perry,

SOS MALIBU (Baywatch): de 1991 à 2001, estrelado por Pamela Anderson,  Nicole Eggert e Yasmine Bleeth.

ATRIZES

Uma Thurman, Camaron Dias, Julia Roberts, Nicole Kidman, Kate Winslet, Sharon Stone, Sandra Bullock, Julianne Moore, Rachel Weisz, Famke Janssen, Pamela Anderson, Angelina Jolie, Calista Flockhart, Catherine Zeta-Jones, Jennie Garth, Shannen Doherty, Tori Spelling, Jennifer Aniston e Yasmine Bleeth

Uma Thurman                                Camaron Dias  

  

Nicole Kidman                              Julia Roberts                        

Sharon Stone                                                Sandra Bullock  

Kate Winslet                             Julianne Moore  

        

 Yasmine Bleeth                                           Famke Janssen      

           

Pamela Anderson                                     Angelina Jolie

   

Catherine Zeta-Jones                            Calista Flockhart  

            

    Shannen Doherty                               Jennie Garth       

         

Tori Spelling                                   Jennifer Aniston                                

    

SUPERMODEL

Ao longo da década de 90, supermodels são protagonistas da indústria da moda, influenciando muito a população que assistia os desfiles de moda através da TV. As modelos top da década foram: Linda Evangelista, Cindy Crawford, Naomi Campbell, Eva Herzigova (em 92 passou a ser o rosto das roupas Guess substiuindo claudia schiffier), Nadja Auermann, Christy-Turlingto, Daniela Pestova Turlington, Kate Moss (fez campanhas para Gucci, Dolce & Gabbana, Calvin Klein, Chanel e Rimmel), Carla Bruni, Tatiana Sorokko, Helena Christensen, Claudia Schiffer, Niki Taylor, Karen Mulder, Yasmeen Ghauri, Stephanie Seymour, Kirsty Hume, Shalom Harlow, Kristina Semenovskaia (modelo da Dior) e Tyra Banks. 

   

Eva Herzigova                                  Naomi Campbell             

    

Nadja Auermann                                   Christy-Turlingto                      

  

 Kate Moss                            Daniela Pestova                    

 Carla Bruni                                  Tatiana Sorokko   

      

Helena Christensen                                    Niki Taylor   

     

Karen Mulder                                           Yasmeen Ghauri      

   

 Kirsty Hume                           Stephanie  Seymour                   

             

 Kristina Semenovskaia                           Shalom Harlow          

      

      Tyra Banks 

 

ROUPAS

- GRUNGES

- CALÇAS JEANS COM BLUSAS DE MALHA

- MACAQUITO

- MINI SAIAS

- SAIA SOCIAL MIDI

PENTEADOS

- VÁRIOS ESTILOS DE FRIZADO – foi um dos penteados mais usados

  

 

- CAMADAS

 

- MECHAS COLORIDAS - utilizando maquiagem para cabelos (mascara hair)

 

LANÇAMENTOS

ALMAY

- Lança estojo de sombras

- Lança esmaltes

- Lança linha de maquiagem anti-alérgica

BOOTS No 17

- Lança estojo de maquiagem com sombra e blush

- Lança batons nas cores rosa e roxo

- Lança máscara de cílios

BOURJOIS

-  lança batom roxo

CHANEL

- Lança 05 batons vermelho

 

  

- Lança batom cor de boca

- Lança coleção de batom

- Lança batom vinho

- Lança linha para olhos

- Lança estojo de iluminadores

- Lança 03 kits de maquiagem e esmalte

 

CLARIN

- Lança batom vermelho

- Lança batom vermelho e base

- Lança kit de maquiagem

CLINIQUE

- Lança batom com pincel de boca

COTY

- Lança batom 24 horas

COVER GIRL

- Lança makeup 3 em 1, base, pó e corretivo para pele negra e branca

   

- Lança eye enhancers – sombras que potencializam as cores

  

- Lança clean makeup – base líquida em vários tons de pele

  

- Lança kit maquiagem face, composta por base, pó compacto e blush, e kit composto por pó compacto e base líquida

  

  

- Lança base Continuous Wear com slogan: Não precisa de retoque

- Lança máscara de cílios

- Lança lápis de olho

- lança coleção de 12 batons coloridos

- Lança esmalte batom e sombra em tons de lilás

- Lança batom vermelho

- Lança coleção de batons

- Lança coleção de esmaltes

- Lança kit de maquiagem composto por esmalte, sombra, batom, gloss e lápis de contorno labial

CUTEX

- Lança kit composto por esmalte, gloss, batom e lápis de contorno labial

- Lança esmalte e batom vermelho

CHRISTIAN DIOR

- Lança kit de maquiagem em tons de pele com o slogan – Contos e lendas

- Lança kit de maquiagem outono

- Lança 02 kits de maquiagem em tons de vinho e lilás

   

- Lança 17 tons de mascara flash para cabelo

- Lança batom vermelho escuro brilhante e de longa duração

- Lança batom vermelho

- Lança kit de maquiagem marrom

- lança coleção composta por batom vermelho, estojo com contorno, blush e iluminador e quinteto de sombras

- Lança base mate perfeita

- Lança batom vinho e quinteto de sombra em tons de vinho

- Lança kit maquiagem em tons de rosa

- Lança teint glacée – base com frescor gelado

- Lança kit de maquiagem composto por esmalte verde, quinteto de sombra em tons de verde, marrom e vinho e batom vermelho alaranjado

- Lança base light com slogan: Pele com aparência impecável 

- Lança gloss vermelho escuro com o slogan: Brilho de plástico

- Lança kit de maquiagem composto por esmalte, batom, quinteto de sombras e base, com o slogan: Tom sobre tom

- Lança kit de maquiagem composto por batom, gloss, quinteto de sombra e esmalte nas cores rosa, lilás, roxo e amarelo.

ELIZABETH ARDEN

- Lança batom em forma de lápis

- Lança base

- Lança coleção de batom

  

- Lança batom e esmalte

- Lança máscara de cílios

- Lança kit de maquiagem em tons marrom composto por duo de sombras, pó compacto e batom

- Lança batom vermelho

ESTEE LAUDER

- Lança batom nas cores vermelho e marrom

- Lança coleção de batom

- Lança batom cor de boca

- Lança batom e esmalte  

GIVENCHY

- Lança linha Givenchy chic

- Lança coleção outono inverno 94-95

- Lança coleção boreal outono- inverno

- Lança coleção outono-inverno ameixa 96-97

- Lança 02 coleções  em tons rosa

  

GUERLAIN

- Lança kit de maquiagem composto por pó compacto, blush e batom

- Lança batom vermelho

HELENA RUBINSTEIN

- Lança máscara de cílios

KANEBO

- Lança kit de maquiagem composto por batom, blush, pó e base

LANCASTER

- Lança base

LANCÔME

- Lança batom vermelho

  

- lança base mate

- Lança batom em 03 cores: rosa, lilás e vermelho

LOREAL

- Lança máscara para cabelo

- Lança batom e esmalte com o slogan: Cores nunca morrem

MAC

Lança 1º batom da coleção Viva Glam, para arrecadação de fundos em combate a AIDS

  

MARKS AND SPENCER

- Lança coleção de maquiagem composta por batom, estojo de sombras, pó compacto e base

MAX FACTOR

- Lança coleção de maquiagem composta por batom, base, máscara de cílios e esmalte

- Lança batom vinho

- Lança batom vermelho

- Lança coleção de batom e esmalte 

MAYBELLINE

- Lança batom vermelho

  

- Lança batom cor de boca

- Lança batons em tons de rosa com o slogan: Revitalização da cor

- Lança batom hidratante

- Lança lápis de olho nas cores verde, preto e marrom

- Lança lápis de olho retrátil à prova de água em 12 cores 

Lança coleção de lápis de olho retrátil e não retrátil com o slongan – Especilalista em olhos

- Lança makeup True ilusion – base com aspecto natural

- Lança duo de sombras

-Lança máscara de cílios a prova de água com o slogan – Curva maravilhosa

- Lança blush em 08 cores

- Lança maquiagem 3 em 1 composta por base, pó e corretivo

-Lança trio de sombras e blush

- Lança sombra unitária

- Lança 2 kits compostos por base e pó compacto

  

- Lança 2 kits de maquiagem compostos por blush, batom e esmalte

  

- Lança gloss

- Lança base em creme

NEUTROGENA

- Lança linha completa de maquiagem com o slogan:  Bonito e benéfico

REVLON

- Lança quarteto de sombras coloridas

- Lança sombras coloridas unitárias e duo

- Lança blush em tons de rosa e coral

- Lança base e máscara de cílios

- Lança batons em tons de vinho

- Lança coleção de batom em tons de vermelho com slogan – Cor que fica

- Lança batom vinho com o slogan – Exótica

- Lança batom e esmalte cor de boca

- Lança batom e esmalte vermelho

- Lança esmalte e batom vermelho com o slogan: Especiarias do deserto

- Lança batom com slogan: Toque de veludo

- Lança batom à prova de água em tonalidades de marrom

- Lança batom, blush e esmalte em tons de vinho

- Lança batom e esmalte em tons de lilás rosado

- Lança máscara de cílios com o slogan: Cílios impactantes

- Lança Inner lash – máscara de cílios que penetra até nos cílios mais interiores

- Lança coleção de maquiagem tons de pele composto por batom, lápis de contorno labial, blush. sombra e esmalte

- Lança coleção outono 95 composta por batom, sombra, lápis de olho e boca, esmalte e perfume com o slogan – Mulher fatal

OIL OF ULAY

- Lança coleção de batons

RIMMEL

- Lança coleção composta por batom, sombra, blush e esmalte

ROC

- Lança linha de maquiagem

SENSIQ

- Lança sombra, lápis de olho e máscara de cílios

SHISEIDO

- Estojo de sombras em tons de roxo e rosa

- Lança trio de sombras, pó compacto e batom

- Shiseido lança sombra, batom e esmalte em tons de vinho

- Lança duo de sombra e batom em tons de vinho e marrom

- Lança batom e esmalte vermelho com sombra unitária e trio de sombra

- Lança duo de sombras azul e batom rosa

- Lança sombra branca e batom rosa

ULTIMA II

- Lança coleção de batons

VERSACE

- Lança batom vermelho

YARDELEY

- Lança kit de maquiagem completo

- Lança coleção de batom

- Lança coleção City chic composta por batom, lápis de contorno labial e esmalte

- Lança batom e esmalte

YVES SAINT LAURENT

- Lança coleção Fruit Vert

- Lança coleção Love

- Lança coleção Rituel

- Lança coleção Indigo

- Lança coleção Cascade

- Lança coleção Cinema

- Lança coleção Idole

- Lança coleção Reves

- Lança coleção Leté

- Lança Teint de Soie – Base com pele de seda

- Lança batom vermelho

- Lança coleção de batom Puro Vermelho Transparente

MAGAZINES

  

  

  

  

  

  

CARACTERÍSTICAS DA MAQUIAGEM

Nos primeiros anos da década, a maquiagem manteve características parecidas com a da década de 80, com muito colorido, como pode ser visto na foto abaixo.

Nos anos seguintes, a maquiagem passou a assumir, predominabtemente, cores neutras, como o marrom chococlate, marrom terra e ameixa. Contudo, essa maquiagem em cores neutras, muitas vezes, contrastava-se com algum elementos em cores vibrantes como o vermelho. Outra cor bastante usada nesta década foi o vinho, que para aguns é considerada uma cor neutra e para outros uma cor vibrante.  Houve tanbém a maquiagem em tons muito próximos ao tom da pele da pessoa.

Um dos grandes équivocos quando se descreve a maquiagem dos anos 90 é considerar apenas a maquiagem da heroina chic, que foi um estilo de maquiagem, quase que totalmente, restrito ao mundo fashion, e não considerar os vários estilos usados pela população na rua. 

A maquiagem dos anos 90 não foi nude, como muitos a classificam. Nude, significa nu. Bem da verdade, este termo é inapropriado para maquiagem. Mas considerando este termo, uma maquiagem nude seria a maquiagem totalmente sem cor, apenas com a preparação da pele. E os anos 90 teve muita cor, só que muitas vezes essas cores foram neutras. Houve maquiagem com cores neutras pouco intensa e maquiagem com cores neutras muito intensa

 

Maquiagem muito intensa com cores neutra em tons de ameixa

 

Maquiagem intensa com cores neutra em tons terrosos

 

Maquiagem moderada com cores neutra em tons de chocolate

  

 

Maquiagem com cores no tom da pele

  

 

Maquiagem neutra com batom vermelho

 

Maquiagem em tons de vinho

   

 

Outro adjetivo e expressão totalmente inadequados para descever a maquiagem de 90 são, respectivamente: minimalista e menos é mais

Minimalista - é sinônimo de simplicidade, e a maquiagem de 90, em sua grande maioria, não foi simples.  Muito pelo contrário, houve vários look bem elaborados e bem executado.

E menos é mais - menos só seria mais, se seu mais fosse tão mal-executado, onde o seu menos apresentaria melhor resultado e, consequentemente, mais elegante.  Equivocadamente, as pessoas associam elegância com menos maquiagem. Uma maquiagem intensa, elaborada sem defeitos, respeitando as técnicas e, principalmente, a harmmonização das cores, é elegante. Como podemos ver nos anuncios de maquiagem da Dior, que é uma das marca considerada símbolo de elegância e sofisticação. 

Entretanto, na contra mão da tendência neutra, marcas famosas e formadoras de opiniões como Dior, Chanel e Givenchy lançam maquiagem com cores rosa e lilás, com muita ou pouca intensidade, como pode ser visto nas fotos abaixo de anúncios das marcas e em celebridades da época.

  

No final da década de 90, as características da maquiagem começam a mudar novamente, voltando a usar cores como o azul, o lilás.

     

BATOM – era aplicado em todo o contorno dos lábios. 

LÁPIS DE CONTORNO LABIAL – foi muito usado.

BASE – era fosca e do mesmo tom da pele. A intenção era dar a impressão que não estava usando base.

CORRETIVO – era aplicado abaixo da base para corrigir imperfeições.

CONTORNO – foi muito usado na época. Era aplicado, principalmente, na região abaixo do osso malar. Os contornos mais sados eram em pó, nos tons de marrom ou rosa.

BLUSH – era usado quando não aplicava-se contorno. A forma de aplicar era variada. Usou-se tanto a forma inclinada da década de 80, porém em menos intensidade. Como também foi aplicado em toda a região da maça do rosto.

ILUMINADOR – também foi muito usado, principalmente, na região acima da maçã do rosto. 

SOMBRA – a forma de aplicar foi a mesma da década de 80, em toda pálpebra até o canto externo da sobrancelhas. Usou-se um ou dois tons de sombra.

LÁPIS DE OLHO – era da mesma cor da sombra e aplicado nos cílios inferiores.

SOBRANCELHAS – eram feitas de forma arqueada.