Mary Lyrio


marydauto@yahoo.com.br
marydtlyrio@gmail.com

TUDO SOBRE SOMBRA DE OLHO, DELINEADOR, SOBRANCELHA E RÍMEL.

21/12/2015 22:16

Dando continuidade à série pré-requisitos para elaboração de uma perfeita maquiagem, hoje eu vou falar sobre a maquiagem dos olhos que é composta por: sombra, delineador, maquiagem de sobrancelhas e rimel ou máscara de cílios. Click no link: SÉRIE: PRÉ-REQUISITOS PARA ELABORAÇÃO DE UMA PERFEITA MAQUIAGEM

 

 

SOMBRAS

    

Os olhos são a parte mais expressiva do rosto. Eles transmitem as nossas emoções. Não por outro motivo, muitos os consideram o "espelho de nossa alma". 

Para o artista da maquiagem, os olhos são as melhores telas do rosto, pois permitem várias criações e o uso de todas as cores.

Desde a antiguidade, as mulheres gostavam de se pintar. 

No Egito antigo, elas usavam pasta de malaquita e kohl para pintar os olhos. Ao longo dos séculos, até a criação da sombra no início do século 20, as mulheres usaram essas e muitas outras substâncias. 

Em 1914, Max Factor lançou a primeira sombra comercial a base de henna.

A forma de aplicar a sombra e as cores variaram muito desde a sua comercialização e ao longo de todo o século 20.

DÉCADA DE 10

  

- Na primeira metade da década, a sombra era aplicada em toda pálpebra móvel e fixa e na região dos cílios inferiores. As cores mais usadas eram o marrom claro e o bege.

- Na segunda metade da década, os olhos passaram a ser mais marcados. A sombra era aplicada em toda pálpebra móvel e fixa, e era puxada um pouco para fora dando o início ao olhar vamp (que assemelha-se ao olho “gatinho” de hoje) que vai ser bem usado na primeira metade da década de 20. A cor preferida era o marrom escuro.

DÉCADA DE 20

  

- Na primeira metade, a sombra era parecida com a do final da década anterior, com poucas diferenças: a cor ficou mais escura e o puxado para fora ficou maior. As cores mais usadas foram o marrom escuro e o preto.

- Na segunda metade da década, o olho vamp já não estava tão em voga. A sombra era aplicada na pálpebra móvel e a cor mais usada era o marrom claro.

DÉCADA DE 30

- As mulheres começaram a usar dois tons de sombra da mesma cor. O tom mais escuro era aplicado na pálpebra móvel e o tom mais claro era aplicado na pálpebra fixa.

DÉCADA DE 40

- A sombra era aplicada em toda pálpebra móvel e as cores mais usadas eram o marrom e o cinza.

DÉCADA DE 50

- Aumenta a variedade de cores de sombras. A sombra era aplicada na pálpebra móvel e puxada para cima e para fora em direção às extremidades das sobrancelhas. As mulheres combinavam a sombra com a cor do vestido e as cores eram em tons mais claros.

DÉCADA DE 60

- A sombra era aplicada na pálpebra móvel e fixa. As tonalidades eram pasteis e as cores mais usadas eram branco, prata, lilás, azul e verde. As mulheres de olhos claros combinavam a cor da sombra com a cor dos olhos. Um destaque era o delineador, que era da mesma cor da sombra e aplicado na forma de uma linha grossa.

DÉCADA DE 70

  

    DIA                                    NOITE        

A sombra foi o item indispensável da maquiagem e era bem colorida. Usava-se uma, duas ou três cores e eram aplicadas nas duas pálpebras. A cor mais usada foi o azul. As principais combinações eram: o rosa com azul, o azul com lilás, o rosa com lilás e o verde com o azul. À noite. as sombras tinham tons mais fortes e acabamento cintilantes ou com glitter. Aplicava-se nas duas pálpebras e na linha dos cílios inferiores

DÉCADA DE 80

- Era aplicada em toda pálpebra móvel e na pálpebra fixa, puxando até a linha externa da sobrancelha. Usava-se uma, duas ou três cores. As sombras eram bem coloridas, as tonalidades fortes e algumas cores neon. 

DÉCADA DE 90

 

  INÍCIO                                      MEIO                              FIM

A sombra era aplicada da mesma forma que na década de 80.

No início da década, as cores mais predominantes eram as mesmas da década anterior. No meio da década, as cores predominantes eram as neutras. No final da década o azul, o rosa e o lilás voltam a predominar, mas em tonalidades mais claras.

 

TIPOS DE SOMBRAS

I - QUANTO A CONSISTÊNCIA

1 – SOMBRAS EM PÓ 

1.1 – SOMBRAS EM PÓ COMPACTO

 

   

São fáceis de aplicar e permitem construir camadas para alcançar a cor desejada. Elas têm boa fixação e durabilidade. Devem ser aplicadas com pincel ou com a ponta dos dedos.

1.2 – SOMBRAS EM PÓ SOLTO 

    

São micro partículas pigmentadas, fáceis de aplicar, mas requerem habilidade para não espalhar o pó por todo o rosto. Permitem construir camadas para chegar à cor desejada. São bem pigmentadas, possuem boa fixação e boa durabilidade. Devem ser aplicadas com pincel úmido ou com a ponta dos dedos úmidas. Um excelente produto para aplicar sombra em pó solto é o líquido fixador de maquiagem.

2 – CREME 

    

 

Possuem textura de mousse para mais condensadas. São fácieis de aplicar e possuem boa pigmentação. Porém, ao decorrer do dia, podem acumular nas linhas dos olhos. Para aumentar a durabilidade podem ser usadas como base para sombra em pó. Podem ser aplicadas com esponja ou com as pontas dos dedos.

3 – LÍQUIDA OU FLUÍDA

    

São bem pigmentadas com um efeito de cor translúcida. Possuem boa durabilidade. Requerem habilidade na hora de aplicar, pois secam rapidamente. São ideais para serem usadas como delineador na linha dos cílios superiores. Podem ser aplicadas com pincel ou ponta do dedo. Para quem tem olhos sensíveis, elas são ótimas opções, pois não há o risco delas escorrerem para dento dos olhos.

4 – SÓLIDA

Apresentam-se na forma de:

4.1 – LÁPIS OU CANETA

  

A textura varia de semi cremosa à cremosa. Também podem ser usados como delineador ou base para sombra em pó.

4.2 – BASTÃO

  

São parecidos com a sombra em forma de lápis, também possuem textura semi cremosa à cremosa. São bem pigmentados, mas não possuem alta durabilidade. 

- 4.3 - BOLINHAS

 

Possuem uma textura sedosa, são bem pigmentadas e com média durabilidade. Podem ser aplicadas com pincel.

DICA- Não é aconselhado utilizar mais de uma sombra líquida ou cremosa, pois pode comprometer muito o resultado. Sobretudo se a pessoa não possui muita habilidade.

OBSERVAÇÃO: Assim como eu falei no texto sobre pó facial, atualmente no mercado, existe sombra sem conservantes, denominada sombra mineral.

II – QUANTO AO ACABAMENTO

Assim como os batons, as sombras possuem dois tipos de acabamentos: opacos ou matte e brilhosos.

As sombras opacas ou matte possuem um acabamento aveludado e sem brilho. 

As que são brilhosas podem ser:

Cintilante – alta pigmentação e alto brilho. 

Metálico – alta pigmentação e altíssimo brilho. 

Da mesma forma que os batons, algumas empresas criam denominações próprias para os seus acabamentos. E mais uma vez irei exemplificar o caso da Mac, que possui uma variedade grande de acabamentos.

- MATTE   

São sombras opacas, sem brilho e bem pigmentadas, com alta durabilidade. 

- MATTE 2

São semi-opacas e muito pigmentadas, com alta durabilidade

- SATIN

Acabamento acetinado com leve brilho. Possuem uma média pigmentação e média durabilidade.

- LUSTRE 

São micro partículas, com textura muito fina e bastante brilhosa, com baixa pigmentação. A depender da forma de aplicação, a durabilidade poder ir de baixa à média.

- FROST

Possuem brilho perolado e média pigmentação, com média durabilidade. 

- VELUXE

São sombra de textura sedosa e acabamento opaco, media pigmentação e média durabilidade.

- VELUXE PEARL

Possuem textura aveludada. acabamento metalizado, média pigmentação e média durabilidade.

- VELVET

Possuem texturas aveludadas, são brilhosas e com micro partículas de glitter. Possuem boa pigmentação e durabilidade.

 

DELINEADOR

   

Se desejar usar o delineador, ele tem que ser aplicado antes das sombras.

Existem vários tipos de delineador: líquido, em gel, em forma de caneta e em forma de lápis. Para quem não tem muita experiência, os delineadores em forma de caneta e em forma de lápis são melhores.

O delineador deve ser aplicado de acordo com o formato de cada olho.

Olhos grandes combinam com qualquer tipo de delineado. Traços mais cheios diminuem o tamanho dos olhos e criam profundidade. Comece com um traço mais fino no canto do olho e vá engrossando em direção ao canto externo.

Pessoas com olhos caídos ou juntos ficam bem com delineado gatinho, pois levanta o olhar e dá a impressão que os olhos são mais afastados.

Os olhos muito separados ou salientes, por sua vez, ficam melhor com um delineado todo por igual, começando e terminando do mesmo tamanho. 

Já os olhos profundos e os encapsulados devem evitar passar o delineador ou então devem apenas fazer um delineado gatinho menor e puxá-lo em linha fina até o meio da linha dos cílios superiores.

 

COMO FAZER O OLHO GATINHO

    PASSO INICIAL           FINALIZAÇÃO   

- Para fazer um traço certo de delineado, trace uma linha imaginária entre o final do canto dos olhos e o final das sobrancelhas.

- Segure a pele abaixo do olho com o dedo e faça um risco. Na hora de segurar a pele, cuidado para não puxar muito ou esticar para o lado, para que o traço saia perfeito.

- A espessura do delineado será definida pelo tamanho do risco que você fizer na direção da linha imaginária. Quanto menor for o risco, mais fino será o traço. Quanto maior e mais perto da sobrancelha, mais grosso ficará.

- Agora comece a contornar a linha dos cílios superiores. Para a linha ficar mais certa, use o delineador na posição vertical com a ponta virada para cima.

- Puxe o traço até um pouco além do meio da linha dos cílios superiores.

- Finalize ligando o traço do canto externo do olho com o traço do contorno dos cílios. 

 

APLICAÇÃO DA SOMBRA

 

1 - PÁLPEBRA FIXA

2 - PÁLPEBRA MÓVEL

3 - CÔNCAVO

4 - CANTO INTERNO DA PÁLPEBRA MÓVEL

5 - LINHA DO CÍLIO SUPERIOR

6 - CANTO INTERNO DO OLHO

7 - LINHA DO CÍLIO INFERIOR

8 - CANTO EXTERNO DAS PÁLPEBRAS FIXA E MÓVEL.

Antes de aplicar a sombra você deve usar um primer ou o lápis jumbo da Nyx. 

O primer tem como finalidades: facilitar a aplicação do produto, proporcionando melhor fixação e aumentando a durabilidade. 

O lápis jumbo possui as mesma funções do primer e ainda intensifica a cor do produto. Na minha experiência, o lápis jumbo proporciona maior durabilidade do produto em relação ao primer. 

Para quem tem o olho em formato encapsulado como o meu, no qual a pálpebra fixa cobre toda a pálpebra móvel, formando um “capuz” (daí o nome), eu aconselho usar o lápis jumbo, pois fixa melhor a sombra. É também necessário escolher uma sombra de excelente qualidade, pois quando o olho está aberto as pálpebras podem se atritar borrando o produto.

No caso de sombra em pó, se você não possui muita habilidade para aplicar, eu aconselho usá-la antes de passar o corretivo, pois se errar ou o pó escorrer além da pálpebra, poderá ser removida sem comprometer a maquiagem. 

Mas, se tiver experiência, você pode aplicá-la no final da maquiagem. E para garantir que não ocorra nenhum problema aplique uma quantidade razoável de pó translúcido por cima do corretivo, pois se a sombra escorrer vai cair em cima do pó. E no final é só remover o pó com o pincel leque ou um pincel bem fofo. Contudo, remova todo o excesso do pó para não comprometer a iluminação dessa área, sobretudo se você for fazer fotografia com flash.

Aplique com pincel apropriado ou com os dedos. No caso de pó solto ou glitter umedeça um pouco o pincel ou o dedo. 

Existem várias técnicas na aplicação da sombra: iluminar os cantos e a área abaixo das sobrancelhas, usar sombras mais escuras nos cantos externos, realçar o côncavo, puxar olho de “gatinho” no lado externo, usar sombra clara para realçar, sombra escura para criar profundidade e muitas outras. Entretanto cada pessoa possui características especificas de olhos. Então, cada uma dessas técnicas se adequa melhor em determinados tipos de olhos. Aqui eu vou explicar sobre os formatos de olhos que se beneficiam com técnicas específicas. Para saber quais as características dos seus olhos, click no link: OLHOS: FORMATOS E SUAS CARACTERÍSTICAS

OLHOS ENCAPSULADOS OU ENCAPUZADOS

A -

B -

C -

O objetivo nesse formato de olho é dar a impressão que a pálpebra fixa é menos cheia, criando um efeito de profundidade. Nesse tipo de olho, não se deve marcar o côncavo para não salientar o efeito capuz. Faça sempre o contraste de uma sombra clara com uma mais escura. Na pálpebra fixa, sempre dê preferência às sombras mais escuras e na pálpebra móvel às sombras mais claras.

A - Em toda pálpebra móvel, apliquei a sombra de tonalidade média (amarela). No canto interno da pálpebra fixa, apliquei a sombra de tonalidade mais clara (salmon) de forma diagonal. No restante da pálpebra fixa, apliquei a sombra de tonalidade mais escura (laranja), esfumaçando onde as sombras se encontram, puxando-a até o canto externo da sobrancelha.

B - Do canto externo do osso abaixo da sobrancelha até o canto interno do olho, apliquei a sombra mais clara (verde água), formando uma linha côncava ou meia lua. Do canto interno da pálpebra móvél, subindo para a pálpebra fixa, acompanhando todo o contorno da meia lua, apliquei a sombra média (verde). Depois desci essa sombra em linha diagonal até um pouco antes do meio da pálpebra móvel. Por fim, apliquei a sombra mais escura (vermelha) até o canto externo do olho, subindo para encontrar as outras sombra, Em todos os ponto que as sombras se encontraram, eu fiz um leve esfumaçado.

C - No canto interno da pálpebra fixa até o canto interno dos olhos, eu apliquei a sombra iluminadora (bege) de forma diagonal. Em toda pálpebra móvel e fixa, até o canto externo da sobrancelha, apliquei a sombra clara (amarela). Um pouco antes do meio da pálpabra móvel, subindo de forma diagonal para a pálpebra fixa, sobrepus a sombra escura(preta) puxando-a  até a extremidade da sobrancelha, ligando-a com o canto externo do olho.

OLHOS SALIENTES

A-

B-

C -

São olhos projetados para fora. Esses tipos de olhos nos permitem brincar com as cores, pois a pálpebra móvel é bem grande. Mas, se o objetivo for criar profundidade para os olhos, o ideal é usar sombras escuras. Assim, escureça todo o côncavo dos olhos esfumaçando um pouco para deixar mais marcado, isso dará mais profundidade. Contorne os cílios inferiores com lápis preto ou sombra escura, pois ajudará a criar o efeito de profundidade.

A - Eu usei duas cores de sombras com tonalidades fortes (fuchsia e marinho) e uma tonalidade mais clara (amarelo) e uma sombra iluminadora (bege). No canto interno da pálpebra fixa e no final do osso abaixo da sobrancelha, apliquei a sombra iluminadora. Na linha dos cílios superiores, apliquei a sombra fuchsia, puxando-a até um pouco além da extremidade do olho, fazendo um pequeno traço em direção à extremidade da sobrancelha. Depois apliquei a sombra azul seguindo o contorno da anterior. Por fim, apliquei a última sombra no restante da pálpebra móvel e em toda pálpebra fixa até a extremidade da sobrancelha. Na linha dos cílios inferiores, eu apliquei a mesma sombra usada em toda pálpebra móvel.

B- Apliquei uma sombra clara (cinza) no canto interno da pálpebra móvel e na linha externa do osso abaixo da sobrancelha. Depois apliquei a sombra escura (preta) em toda pálpebra móvel e na pálpebra fixa (exceto no canto interno), puxando para fora e por baixo do osso abaixo da sobrancelha até a extremidade da mesma.

C - Apliquei uma sombra clara no canto interno da pálpebra móvel, puxando-a em diagonal para cima até o meio do osso abaixo da sobrancelha. Depois apliquei a sombra mais escura nas duas pálpebras puxando-a para a extremidade da sobrancelha.

OLHOS PROFUNDOS

A - 

B - 

C - 

O objetivo nesse caso é diminuir a profundidade dos olhos.

A principal dica é iluminar o olhar sem marcar muito o côncavo, pois essa região já é bastante evidente nesse tipo de olho. Use uma sombra iluminadora nos cantos internos e no osso abaixo das sobrancelhas. Cubra toda pálpebra móvel e fixa com sombras de cores claras. No canto externo, use uma sombra um tom um pouco mais escuro, e levemente marque a metade do côncavo com essa mesma sombra. 

Outra técnica é cobrir toda pálpebra móvel com uma sombra clara e a pálpebra fixa com um tom um pouco mais claro. 

Para abrir um pouco mais os olhos, passe na região dos cílios inferiores a mesma cor de sombra aplicada nas pálpebras.

Evite sombras de tons muito escuros ou preta, pois aumentam ainda mais a profundidade dos olhos.

A - Em todo osso abaixo da sobrancelha, apliquei a sombra iluminadora (bege). Em toda pálpebra móvel e fixa até a extremidade da sobrancelha, apliquei a sombra mais clara (amarela). No meio da linha do côncavo, esfumacei a sombra mais escura (laranja), puxando-a para baixo até a extremidade da pálpebra móvel, sobrepondo a sombra mais clara. Depois puxei a sombra escura (laranja) em direção à extremidade da sobrancelha, formando um desenho semelhante ao olho gatinho mais ampliado. Na linha dos cílios inferiores, apliquei a sombra mais clara.

B - Em toda pálpebra móvel, puxando um pouco para fora em diração à extremidade da sobrancelha, apliquei a sombra escura. No canto interno da pálpebra fixa até um pouco acima da metade horizonttal da mesma, apliquei a sombra escura contornando de forma arredondada até encontrar com a outra ponta da sombra. Na parte superior da pálpebra fixa, contornando todo osso abaixo da sobrancelha até a parte externa, apliquei a sombra mais clara. Na linha dos cílios inferiores apliquei, a sombra mais escura.

C - A aplicação foi igual ao da figura "B", a difereça está nas cores e nos cílios inferiores que é aplicadas as duas sombras.

OLHOS SEPARADOS

A - 

B -

C- 

O objetivo é criar a ilusão de que os olhos são mais próximos. O segredo está em usar uma sombra escura nos cantos internos e uma mais clara nos cantos externos

Se usar uma sombra escura nos cantos externos, não ultrapasse os limites da pálpebra. Evite fazer o olho de “gatinho”, pois dará impressão de olhos mais afastados.

Se fizer o esfumaçado do côncavo, ele deve ser mais escuro na região próxima aos cantos internos.

A - Apliquei uma sombra escura (marrom) no canto interno da pálpebra móvel e na parte interna da pálpebra fixa. Puxei essa sombra sempre na altura da linha do côncavo até um pouco além do meio da pálpebra móvel e finalizei em forma diagonal. Depois apliquei uma sombra clara (terra) esfumaçando onde as duas sombras se encontram e puxando-a até o canto externo da pálpebra móvel, sem puxar para fora. Na linha dos cílios inferiores, apliquei a mesma sombra clara.

B - Apliquei uma sombra mais escura em toda pálpebra móvel (vermelha) e sobrepus uma mais clara (ameixa clara) no canto externo da pálpebra móvel, puxando-a para dentro e para a pálpebra fixa. Esfumacei sobre a linha do côncavo. Na linha dos cílios inferiores, eu apliquei um lápis preto sem esfumaçar, pois o preto já diminui o olho. Se eu esfumaçasse, aumentaria a área pintada de preto e o olho dimunuiria demasiadamente.

c - Na linha dos cílios superiores, de fora para dentro, eu apliquei a sombra mais escura (lilás), levantando-a a partir de um pouco além do meio dos cílios superiores de forma diagonal, em direção ao canto interno da pálpebra móvel. Depois, apliquei a sombra mais clara (rosa) no restante da pálpebra móvel, puxando-a para fora.

OLHOS JUNTOS

A - 

B - 

C - 

O processo é o oposto ao dos olhos separados. Aqui o truque é iluminar os cantos internos. Você pode usar uma sombra clara no canto interno e uma sombra mais escura nos cantos externos. Se desejar pode fazer o olho “gatinho”.

Se fizer o esfumaçado do côncavo, ele deve ser mais escuro na região próxima aos cantos externos.

A - Apliquei a sombra mais clara (salmon) em toda metade horizontal da pálpebra móvel e puxei para fora, em direção à extremidade da sobrancelha. No resto da pálpebra móvel, eu apliquei a sombra mais escura (laranja) e puxei até encontrar o final da outra sombra. Na linha dos cílios inferiores, eu apliquei a sombra mais clara no canto interno e a sombra mais escura no restante da linha.

B - Apliquei três sombras claras (azul, amarelo e rosa). Na pálpebra móvel (azul e amarelo), eu fiz o mesmo processo da  figura  "A", e a terceira sombra, apliquei no meio da linha do côncavo e puxei para cima em direção à extremidade da sobrancelha, juntando com o final das outras. 

C - Primeiro, fiz um pequeno olho "gatinho". Depois apliquei duas sombras claras (azul e rosa) e uma sombra um pouco mais escura (marinho). O processo foi muito semelhante aos anteriores. Só que na pálpebra móvel, ao invés de usar duas tonalidades de sombras, eu apliquei as três tonalidades. Na linha dos cílios inferiores, eu apliquei a sombra mais clara.

OLHOS ASIÁTICO

A -

B -

C- 

Nesse caso, a superfície da pálpebra é plana e não costuma ter vincos ou dobras. Por isso, o objetivo é criar ilusão de côncavo definido e olhos maiores. E o truque para isso é brincar com luz e sombra. Ilumine os cantos dos olhos com sombra branca e aplique lápis branco na linha d´água dos cílios inferiores. 

Use sombras claras para aumentar mais os olhos. Para criar a ilusão de côncavo, marque o local onde seria a linha com um tom mais escuro da mesma sombra, esfumaçando de fora para dentro até o meio. Aplique a mesma sombra usada na pálpebra na linha dos cílios inferiores, vai abrir mais os olhos.

A - Apliquei a sombra de tonalidade média (amarela) do meio da linha dos cílios superiores subindo de forma inclinada e puxando para fora em diração à extremidade da sobrancelha. Depois apliquei a sombra mais escura (laranja) na continuidade da linha dos cílios superiores até um pouco antes do canto interno da pálpebra móvel. Depois puxei essa sombra de forma inclinada até a parte externa, em direção à extremidade da sobrancelha, juntando-a com a sombra anterior. Por fim, levei a sombra mais clara do canto interno do olho até ela encontrar-se com as outras, na extremidade da sobrancelha. Contornei com a sombra média (amarela) o canto interno dos cílios superiores, contornando o canto interno do olho até a metade da linha dos cílios inferiores. No restante da linha, usei a sombra mais escura.

B - A técnica foi a mesma utilizada na figura "C" do olho junto.

C - A técnica nas pálpebras foi semelhante à figura "A". E na linha dos cílios inferiores, apliquei apenas uma sombra.

 

ESCOLHA DA COR

O olho é o melhor espaço do rosto para usar cores. Pode-se usar uma, duas ou três, mais do que isso pode ficar exagerado. Entretanto é necessário saber combinar as cores de forma harmônica e a melhor maneira para entender como combinar as cores é através do círculo cromático. Para saber todas as combinações click aqui: COR E MAKEUP

Evite combinar a cor da sombra com a cor dos olhos, pois a cor da íris ficará apagada. Veja alguns exemplos:

- OLHOS VERDES:

COMBINAÇÕES INADEQUADAS

COMBINAÇÕES ADEQUADAS

 

 

- OLHOS AZUIS:

COMBINAÇÕES INADEQUADAS

COMBINAÇÕES ADEQUADAS

 
 

SOBRANCELHAS

As sobrancelhas são delicados pêlos acima dos olhos e na margem dos cumes da testa. 

Uma das principais funções é proteger os olhos do suor que escorre da testa e da água da chuva.

Juntamente com os cumes da testa, as sobrancelhas fazem uma espécie de “sombra” para os olhos.

Mas elas também possuem função de comunicação. Pois as pessoas podem expressar sentimentos, como raiva, surpresa, espanto, através das sobrancelhas.

Atualmente, a indústria da beleza nos oferece diferentes formas de ter a sobrancelha perfeita. Se quiser engrossar, afinar, alongar, encher, arquear… Cada dia mais, é visto o aumento constante de salões de beleza que oferecem esse serviço extra: design de sobrancelha, Maquiagem semi-permanente ou Micropigmentação.

 

GRÁFICOS DE TIPOS DE SOBRANCELAHAS 

TIPOS DE SOBRANCELHAS DO SÉCULO 20 AOS DIAS ATUAIS

    

Na década de 10, eram cheias e seguiam a sua linha natural.

Na segunda metade da década de 20, as mulheres começaram a tirar alguns pêlos das sobrancelhas para deixá-las mais finas

Na década de 30, elas raspavam as sobrancelhas e redesenhavam com lápis de forma bem fina e com o arco alongado.

   

Na década de 40, as sobrancelhas não eram mais tão finas e continuavam arqueadas.

Na década de 50, estrelas como Audrey Hepburn, Marilyn Monroe e Brigitte Bardot trouxeram sobrancelhas um pouco grossas e em formato de S que fizeram muito sucesso.

     

Nos anos 1960, Twiggy traz de volta o desenho de sobrancelhas mais finas e arqueadas e marcadas com lápis.

Na década de 70, a atriz e eterna pantera Farrah Fawcett fez escola com as suas belas madeixas e com suas sobrancelhas em forma de arco fechado. 

Na década de 80, as sobrancelhas eram grossas e bem penteadas. 

Nos anos 1990, voltaram a ser finas e com arco alto.

 

Nas primeiras décadas do novo milênio, as sobrancelhas continuaram finas e com arco alto.

Já nos dias atuais, as pessoas tendem a adequar a sobrancelha ao formato do rosto.

 

TIPOS DE SOBRANCELHAS PARA CADA TIPOS DE ROSTO

- ROSTO PÊRA E DIAMANTE– sobrancelha redonda e arco médio.

- ROSTO CORAÇÃO E TRIÂNGULO INVERTIDO – sobrancelha em forma de S.

- ROSTO OVAL – sobrancelha redonda arco baixo.

- ROSTO QUADRADO – sobrancelha ângulo suave e arco alto.

- ROSTO RETANGULAR – sobrancelha redonda e arco médio.

- ROSTO REDONDO – sobrancelha em forma de S.

 

TEORIA PARA REDESENHAR A SOBRANCELHA

  

- Se posicione em frente ao espelho e olhe reto para frente.

- Trace uma reta vertical, com o lápis ou régua, entre a linha lateral do nariz e o canto interno do olho. Esse ponto é onde a sobrancelha vai começar. Repita o mesmo processo do outro lado. Na imagem 2, essa reta está representada pelo número 1.

- Determine o ponto da curvatura da sobrancelha, traçando uma reta saindo da borda externa de seu nariz, passando por baixo da pupila. Onde a linha intercepta a parte superior da sobrancelha é o início do arco superior. Marque a lápis e repita para o outro olho. Na figura 2 essa reta está representada pelo número 2.

- Trace agora uma linha entre a borda externa do nariz e a parte externa dos olhos (não os cílios); isto vai lhe dizer onde a sobrancelha deve terminar. Marque com um lápis, repita para o outro olho. Na figura 2, essa reta está representada pelo número 3. 

- Para as extremidades ficarem paralelas, que pode ser necessário a depender da forma da sobrancelha, trace uma linha reta entre o ponto 1 e o ponto 3. Representado na figura 2, pelo número 4.

- Determine a espessura das sobrancelhas de acordo com seu rosto.

Se as feições do seu rosto são grandes e marcantes a espessura deve ser grossa, pois uma sobrancelha fina vai destacar ainda mais as feições do rosto.

Se as suas feições são pequenas ou mais delicadas a espessura da sobrancelha deve ser de fina á média, pois uma sobrancelha grossa vai sobrecarregar o rosto.

 

COMO CORRIGIR FALHAS NAS SOBRANCELHAS

1 - MAQUIAGEM

1.1 – MÁSCARA DE SOBRANCELHA

     

Como aplicar:

- Inicialmente,  pentei a sobrancelhas de dentro para fora, para deixar os fios na mesma direção.

 - Caso possua algum fio fora do lugar, retire com a pinça.

 - Contorne todo o desenho da sobrancelha com o lápis e depois esfumace com um pincel chanfrado pequeno, e aplique uma camada leve de lápis por toda a sobrancelha.

- Aplique a máscara em toda sobrancelha no sentido de dentro para fora.

 

1.2 - CREME EM GEL DE SOBRANCELHA

    

Como aplicar:

- Passe o pente de sobrancelhas de dentro para fora para deixar os fios na mesma direção.

 - Caso possua algum excesso retire com a pinça.

 - Contorne todo o desenho da sobrancelha com o lápis e depois esfumace com um pincel chanfrado pequeno e aplique uma camada leve de lápis.

- Aplique o gel com o pincel chanfrado.

 

1.3 - SOMBRA DE SOBRANCELHA

    

Como aplicar :

- Passe o pente de sobrancelhas de dentro para fora para deixar os fios na mesma direção.

 - Caso possua algum excesso retire com a pinça.

 - Contorne todo o desenho da sobrancelha com o lápis e depois esfumace com um pincel chanfrado pequeno e aplique uma camada leve de lápis.

- Aplique a sombra com o pincel chanfrado.

 

2 – COM HENNA

Henna é um corante extraído de uma planta (Lawsonia inermis) que é muito utilizada para pintar cabelos e fazer pintura no corpo.

É indicado para corrigir pequenas falhas de sobrancelha. Tem uma durabilidade de 12 à 15 dias a depender do tipo de pele. 

Antes de ser aplicado é recomendado fazer um teste na pele para ver se não é alérgica ao produto,

O mais indicado é procurar um salão que tenha profissionais de sobrancelhas e fazer o procedimento.

 

3 – MICROPIGMENTAÇÃO OU MAQUIAGEM SEMI-PERMANENTE

Click no link: MICROPIGMENTAÇÃO OU MAQUIAGEM SEMI-PERMANENTE

 

 

CÍLIOS

Os cílios, celhos ou pestanas são pequenos pêlos nas extremidades das pálpebras que protegem os globos oculares. 

COMO APLICAR RÍMEL OU MÁSCARA DE CÍLIOS

Saber escolher o tipo de máscara de acordo com sua necessidade faz muita diferença no resultado da maquiagem. Existem produtos para alongar, aumentar volume, curvar  e colorir os cílios. Cada um tem uma formulação e escovas especificas para cada tipo de resultado

- Se desejar cílios bem curvados, aplique cuvex nos cílios. Alguns profissionais preferem aplicar o curvex antes do rímel. Outros gostam de aplicar no final, depois do rímel já seco.

- Para cílios mais alongados e melhor definidos, aplique primer de cílios. Passe a primeira camada da raiz às pontas dos cílios e deixe secar. Depois aplique uma segunda demão da raiz às pontas, dando uma leve curvada. Espere secar para aplica o rímel.

- Retire o excesso de produto do aplicador e depois aplique no sentido da raiz às pontas dos cílios, fazendo movimentos de zig-zag. Aplique uma segunda demão da raiz às pontas, dando uma leve curvada nas pontas.